Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11073
Tipo do documento: Artigo
Título: Educação escolar e saberes sociais em narrativas de trabalhadores: o trabalho da palavra e da consciência histórica
Título(s) alternativo(s): School education and social knowledge in workers’ narratives: the work of the word and of the historical awareness
Educación escolar y saberes sociales en narrativas de trabajadores: el trabajo de la palabra e de la conciencia histórica
Autor: Silva, Luzia Márcia Resende
Resumo: O objetivo deste texto é refletir sobre a relação entre saber escolar e outros saberes sociais e sobre a inconveniência da valorização da cultura letrada em detrimento de outras culturas, na sociedade capitalista. A partir de narrativas de carregadores de mercadorias, buscamos uma compreensão de como eles explicitam uma clara consciência da relação desigual entre os diferentes saberes, explicam detalhadamente seus saberes construídos na experiência cotidiana do universo de trabalho e apresentam uma demanda pelo seu reconhecimento, desmistificando os discursos que os desqualificam por serem pouco escolarizados, expondo as debilidades de um sistema onde convivem com muitas pessoas muito escolarizadas, mas desempregadas. Os trechos de narrativas que aqui trabalharei nos remeterão à perspectiva de Rüsen (2001) sobre o papel da narrativa na construção da consciência histórica e de Portelli (1996), quando afirma que narrar é explicar e que na narrativa a filosofia vai junto com os fatos, que na narrativa oral podemos apreender no trabalho da palavra o trabalho da consciência. Lidando com narrativas orais, propomos considerar as experiências dos carregadores de mercadorias como estímulo para refletirmos sobre os significados das lutas por uma educação escolar “libertadora”, “para além do capital”, que dialogue com os demais saberes sociais e se construa considerando as experiências de vida dos sujeitos e não excluindo ou desqualificando outros saberes. Construir uma educação escolar “libertadora” é a única maneira de vencer uma história onde o domínio dos saberes escolares quase sempre esteve associado à construção de privilégios e dominação.
Abstract: This paper aims to reflect on the relationship between school knowledge and other social knowledge, and on the inconvenience of privileging literate culture in detriment of other cultures, in capitalist society. From goods carriers narratives we want to understand how they have an awareness of the un equal relationship between different knowledge, how they explain in detail their knowledge elaborated in every day experience of the work universe, and how they present a demand for their recognition, demystifying discourses, which disqualify them, and exposing the weaknesses of a system where they coexist with many educated unemployed people. The narrative excerpts analyzed in this paper will remit us to the Rüsen (2001) prospect on the role of narrative in the construction of historical consciousness and to Portelli (1996), when he says that to narrate is to explain and that the narrative philosophy goes along with the facts, and that, in oral narratives, we can grasp the consciousness work from the work of the word. Dealing with oral narratives, we propose to consider the goods carriers experiences as a stimulus to reflect on the struggles for “liberating” school education meanings, “beyond capital”, which dialogue with other social knowledge and is made considering individuals life experiences and not excluding or disqualifying other knowledge. Building a “liberating” education is the only way to win a story where the domain of school knowledge almost always has been associated with privilege and domination.
El objetivo de este texto es reflexionar sobre la relación entre los saberes escolares y otros saberes sociales y sobre la inconveniencia de valorización de la cultura alfabetizada en detrimento de otras culturas en la sociedad capitalista. Desde la narrativa de los transportistas de mercancías, buscamos un entendimiento de cómo explicitan una clara conciencia de la relación desigual entre los diferentes saberes, explican en detalle su conocimiento construido en la experiencia cotidiana del universo laboral y presentan una demanda para su reconocimiento, desmitificando los discursos que descalifican ellos y exponiendo las debilidades de un sistema donde conviven con muchos desempleados educados. Los fragmentos de narrativas que trabajaré aquí nos van a remitir a la perspectiva de Rüsen (2001) sobre el papel de la narrativa en la construcción de la conciencia histórica y de Portelli (1996), cuando dice que narrar es explicar y que, en la narrativa, la filosofía va de la mano con los hechos, que en la narrativa oral podemos captar el trabajo de la consciencia en el trabajo de la palabra. Trabajando con narrativas orales, proponemos considerar las experiencias de los expedidores de mercancías como un estímulo para reflexionar sobre los significados de las luchas por una educación escolar “liberadora”, “más allá del capital”, que dialogue con otros conocimientos sociales y si construye teniendo en cuenta las experiencias de vida de los individuos y no excluyendo o descalificando a otros conocimientos. La construcción de una educación “liberadora” es la única manera de vencer a una historia en la que el dominio de los conocimientos escolares casi siempre se asocia con la construcción de privilegio y dominación.
Palavras-chave: Saberes escolares;
Saberes sociais;
Analfabetismo;
Consciência histórica
Reconhecimento social;
Historical knowledge
Social Knowledge
Illiteracy
Social recognition
Historical awareness
Saberes escolares
Saberes sociales
País: brasil
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Regional Catalão (RC)
Citação: SILVA, Luzia Márcia Resende. Educação escolar e saberes sociais em narrativas de trabalhadores: o trabalho da palavra e da consciência histórica. Opsis, Goiânia, v.14, n. 2, p. 166-184, jul./dez. 2014. Disponível em: < http://www.revistas.ufg.br/index.php/Opsis/article/view/30898/18056#.VRGj6PnF__E>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/o.v14i2.30898
Identificador do documento: 10.5216/o.v14i2.30898
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11073
Data de publicação: 22-Out-2014
Aparece nas coleções:RC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EDUCAÇÃO ESCOLAR E SABERES SOCIAIS EM NARRATIVAS DE TRABALHADORES.pdfArtigo - Luzia Márcia Resende Silva - 2014555,74 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.