Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11187
Tipo do documento: Artigo
Título: Mulheres na marcha da Coluna Prestes: histórias que não nos contaram
Título(s) alternativo(s): Women in the Coluna Prestes parade: histories we have not been told
Mujeres en la marcha de la Columna Prestes: historias que no nos contaron
Autor: Carvalho, Maria Meire
Resumo: Neste artigo apresento a participação das mulheres na marcha da Coluna Prestes, movimento que percorreu 25.000 km pelos sertões do Brasil, entre os anos de 1925 a 1927. Trago como objeto de estudo as memórias e representações dadas às vivandeiras. Para tanto, busco evidenciar os construtos veiculados em diferentes discursos sobre a presença e ação das mulheres nessa marcha. Num esforço de desnaturalização estive, particularmente, atenta aos indícios que me possibilitaram questionar o que se apresentava como dado natural sobre a atuação e significação das mulheres em movimentos armados. Falar sobre essas mulheres implica produzir outras visões/leituras do mundo social, desatreladas da perspectiva sexista naturalizada como padrão e presente na produção do conhecimento histórico. Portanto, procurei também escrever uma parte da história que os livros não nos contaram.
Abstract: This article is a presentation about women’s participation in the Coluna Prestes Parade. It covered 25.000 km throughout the Brazilian backlands, between 1925 and 1927. The memories and meanings given to vivandières (canteen women) are the objects of study. This paper emphasizes the constructs mentioned in different discourses about women’s presence and activity in this parade. In a denaturalization effort, it particularly focuses on clues that enable to question the evidence presented as a natural fact about the doings and meanings of women’s experiences in armed conflicts. Talking about these women implies in producing distinct views and interpretations of the social world, free from the sexist perspective that is naturalized as a pattern and is always present in the historical production of knowledge. Therefore, this paper also reveals part of the history that books failed to tell us.
Resumen: En este artículo se presenta la participación de las mujeres en la marcha de la Columna Prestes, el movimiento que recorrió 25.000 kilómetros por las tierras del interior de Brasil, entre los años 1925 a 1927. Traigo como objeto de estudio los recuerdos y representaciones dadas a los seguidores del campamento. Para tanto, busco de poner de relieve las constructos vehiculados en diferentes discursos sobre la presencia y la acción de las mujeres en esta marcha. En un esfuerzo de desnaturalización estuve, particularmente, atenta a las evidencias que me permitieron cuestionar lo que se presentaba como un dato natural sobre la actuación y significación de las mujeres en los movimientos armados. Hablar de sobre estas mujeres implica producir otros puntos de vista/ lecturas del mundo social, desenganchadas de la perspectiva sexista naturalizada como estándar y presente en la producción del conocimiento histórico. Por lo tanto, busqué también escribir una parte de la historia que los libros no nos contaron.
Palavras-chave: Coluna Prestes
Memória
Representações
Vivandeiras
Memories
Meanings
Canteen Women
Columna Prestes
Representaciones
Seguidores del campamento
País: brasil
Unidade acadêmica: Regional Catalâo
Citação: CARVALHO, Maria Meire. Mulheres na marcha da Coluna Prestes: histórias que não nos contaram. Opsis, Catalão, v.15, n. 2, p. 356-369, jul./dez. 2015. Disponível em: < https://www.revistas.ufg.br/index.php?journal=Opsis&page=article&op=view&path%5B%5D=34221&path%5B%5D=19708.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11187
Data de publicação: 10-Nov-2015
Aparece nas coleções:RC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Maria Meire Carvalho- 2015.pdf Artigo - Maria Meire Carvalho- 2015.220,16 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.