Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16314
Tipo do documento: Artigo
Título: Formação de professores em diferentes contextos: historicidade, desafios, perspectivas e experiências formativas na educação infantil
Título(s) alternativo(s): Formación de profesores en diferentes contextos: historicidad, desafíos, perspectivas y experiencias formativas en la educación infantil
Training teachers in different contexts: historicity, challenges, perpectives and experiences of formation in early childhood education
Autor: Barbosa, Ivone Garcia
Resumo: Desde a década de 1980, a formação dos profissionais da educação infantil tem ocupado posição de destaque na educação brasileira, ampliando-se sua ênfase na legislação, nas políticas públicas, na atuação dos movimentos sociais e na produção científica. A historicidade e as contradições na formação de professores para a educação de crianças de zero a seis anos, o pro-Infantil, seus desafios e perspectivas na formação de professores são objeto deste artigo para o qual atingir todos os objetivos propostos nesse programa não depende do empenho dos professores cursistas e da dinâmica da formação do curso, pois são necessárias ações também no âmbito político e social. Por tradição econômica, política e cultural os professores que atuam na educação infantil são em sua maioria pertencentes às famílias de baixa renda e considerados de modo discriminatório. A formação, então, não só deve implicar na aprendizagem de conteúdos e conceitos, mas, sobretudo, de valores, princípios e revisões críticas sobre o sistema capitalista e o lugar social e cultural que ocupam, inclusive como professores, resgatando o autoconceito positivo destes e de suas ações. A grande defesa dos movimentos sociais é de que o professor de Educação Infantil deve ser formado nos Cursos de Pedagogia, nas Faculdades ou Centros de Educação.
Abstract: Desde la década de 1980, la formación de la educación de la primera infancia ha ocupado un lugar destacado en la educación brasileña desarrollándose énfasis en la ley, las políticas públicas, el papel de los movimientos sociales y de la producción científica. La historicidad y contradicciones en la formación docente para la educación de los niños desde el nacimiento hasta los seis años, los pro - Infantil, sus desafíos y perspectivas en la formación de profesores son el objetivo de este artículo para que alcanzar todos los objetivos propuestos en el programa no depende de empeño de los profesores participantes y la dinámica del curso, sino que necesita también de acciones necesarias en los ámbitos político y social. En tradición económica, política y cultural, los profesores que trabajan en la educación de la primera infancia son en su mayoría pertenecientes a familias de bajos ingresos y considerados forma discriminatoria. La formación, entonces, no sólo debe implicar a los contenidos de aprendizaje y los conceptos, pero, sobre todo, los valores, los principios y las revisiones críticas sobre el sistema capitalista y la ocupación social y cultural, incluyendo como maestros, rescatando el auto concepto positivo de estos y sus acciones. La gran defensa de los movimientos sociales es que la maestra de preescolar debe estar capacitada en los cursos de pedagogía en universidades y centros de educación.
Since the 80s, the formation of professionals in early childhood education has occupied a prominent position in Brazilian education, increasing its emphasis on legislation, public policies, in the operations of the social movements and in scientific production. The historicity and the contradictions in the formation of teachers for the education of children aged zero to six years, the pro-Playground, its challenges and perspectives in teacher formation are object of this article, in which reach all the goals proposed in this program does not depend on the commitment of coursing teachers and of the dynamic of the formation of course, because it’s necessary actions also in the political and social ambit. Economical, political and culturally traditional, teachers who work in early childhood education are in their majority belonging to low income families and considered in a discriminatory manner. Then, the formation should not only involve in the learning of content and concepts, but, specially, of values, principles and critical revisions on the capitalist system and the social place and cultural that occupy, including how teachers, redeeming the positive self-concept of these and their actions. The great defense of social movements, it is that the teacher of Early Childhood Education must be formed in Pedagogy Courses, Faculties or Educational Centers.
Palavras-chave: Políticas públicas
Formação de professores
Educação infantil
La formación de profesores
primera infancia
Public polices
Teacher formation
Early childhood education
País: Brasil
Instituição: Wolney Honório Filho
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Regional de Catalão (RC)
Citação: BARBOSA, Ivone Garcia. Formação de professores em diferentes contextos: historicidade, desafios, perspectivas e experiências formativas na educação infantil. Poiésis Pedagógica, Catalão, v. 11, n. 1, p. 107-126, jan./jun. 2013. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/27001/15418>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/rpp.v11i1.27001
Identificador do documento: 10.5216/rpp.v11i1.27001
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16314
Data de publicação: Jun-2013
Aparece nas coleções:RC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Ivone Garcia Barbosa - 2013.pdf550,47 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons