Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16741
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorIshak, Ricardo-
dc.creatorLeão, José Eurípedes-
dc.creatorCardoso, Divina das Dôres de Paula-
dc.creatorFernandes, Orionalda de Fátima Lisboa-
dc.date.accessioned2019-01-18T10:36:48Z-
dc.date.available2019-01-18T10:36:48Z-
dc.date.issued1981-07-
dc.identifier.citationISHAK, Ricardo; LEÃO, José Eurípedes; CARDOSO, Divina das Dores de Paula; FERNANDES, Orionalda de Fátima Lisboa. Prevalência de anticorpos para rubéola em um segmento da população feminina, gestante ou não, em Goiânia. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, São Paulo, v. 23, n. 4, p. 139-142, 1981.pt_BR
dc.identifier.issn0036-4665-
dc.identifier.issne- 1678-9946-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16741-
dc.description.abstractTwo hundred and five sera from the fema-le population of Goiania, in the age group 15-35 years, was surveyed for the presence of hema-gglutination-inhibition antibodies against rubel-la, in order to elucidate some local aspects on the epidemiology of one of the ToRCH complex viruses. The percentage of non-immune indivi-duals (with titers G 1:8) was 10.2% (21/205). A group of pregnant women in the age group 20-30 years showed a total of 15.5% (11/71) sus-ceptibility. As a preventive measure, it is highly recommendable that women of childbearing age have a blood test done, as well as, the vaccina-tion of those considered as non-immune, accord ing to the individual situation.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titlePrevalência de anticorpos para rubéola em um segmento da população feminina, gestante ou não, em Goiâniapt_BR
dc.title.alternativePrevalence of rubella antibodies in a female population sample, including pregnant women, in Goiania, Goias State, Brazilpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoForam testados 205 soros da população feminina (15-35 anos) de Goiânia contra o vírus da rubéola (técnica de inibição da hemaglutinação), para melhor entender à epidemiologia regional de um dos agentes do complexo ToRCH. O porcentual de indivíduos suscetíveis (título 1:8) foi de 10,2% (21/205). Quanto às gestantes, foi possível estudar o grupo etário de 20-30 anos, o qual mostrou um total de 15,5% (11/71) de suscetíveis.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Ricardo Ishak - 1981.pdf328,94 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons