Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17231
Tipo do documento: Artigo
Título: Processo de formação dos monitores do museu de anatomia humana e comparativa
Autor: Lima, Vanessa Morais
Pereira, Kleber Fernando
Resumo: O processo ensino-aprendizagem apresenta-se complexo e difícil no que diz respeito ao ensino em morfologia, uma vez que a memorização de estruturas infindáveis e com nomes não muito fáceis torna a tarefa monótona demais e desestimulante para a maioria dos alunos quando não ministrada de maneira mais participativa. Para isso, existem vários métodos de ensino-aprendizagem em anatomia humana e comparativa, verificados em livros, artigos e teses, demonstrando a diversidade desses métodos. A literatura nacional e internacional vêm apontando para a importância de espaços educacionais não formais, como museus e centros de ciências, visando a popularização da ciência. O museu é responsável pela produção do conhecimento e a convergência dos saberes científicos. Sem uma pesquisa permanente, a instituição fica subestimada a um centro de lazer e turismo. Cabe aos pesquisadores inserir os objetos, reclusos em suas reservas técnicas, como fontes históricas. Nesse ambiente de entretenimento, de opções e educação, surge a figura do monitor. O presente trabalho se justifica pela necessidade de melhor capacitação dos monitores do Museu de Anatomia Humana e Comparativa da UFG – Campus de Jataí, com um preparo além da prática. O monitor deve funcionar como um mediador entre a exposição e o visitante. O trabalho de monitoria pretende contribuir com o desenvolvimento da competência pedagógica e auxiliar os acadêmicos na apreensão e produção do conhecimento. Os acadêmicos dissecaram estruturas de morfologia humana e animal, prepararam peças e aprenderam técnicas anatômicas, como a montagem de esqueleto animal, injeção em vasos sanguíneos com látex, prepararam tecido dérmico para taxidermia e iniciaram a consolidação do espaço do Museu de Anatomia para atender ao público da UFG e, posteriormente, a um público externo à UFG. Podemos perceber que o estágio no museu contribui tanto para a formação pedagógica quanto para a formação científica do acadêmico.
Abstract: The teaching-learning process presents complex and difficult with regard to education in morphology, since the endless memorization of structures and names not very easy to become too monotonous and unexciting for most students when not administered in a more participatory. For this there are several methods of teaching and learning in human and comparative anatomy, checked in books, articles and theses one can see the diversity of these methods. The national and international literature have pointed to the importance of non-formal educational spaces such as museums and science centers, aimed at popularizing science. The museum is responsible for the production of knowledge and the convergence of scientific knowledge. Without a permanent research, the institution is underestimated in a leisure and tourism. The researchers have to insert objects, prisoners in its reserves, as historical sources. In this environment of entertainment, options education and the figure appears on the monitor. This work is justified by the need for better training of monitors from the Museum of Comparative Anatomy and UFG - Campus de Goiás, with a preparation beyond the practice. The monitor should work as a mediator between exposure and visitor. The monitoring work aims to contribute to the development of teacher competence and assist in the apprehension and academic knowledge production. Academics dissected structures, morphology and feed, prepared anatomical parts and learned techniques such as animal skeleton assembly, injection into blood vessels with latex, dermal tissue prepared for taxidermy and began the consolidation of the Museum of Anatomy to serve the public UFG and later, an audience outside the UFG. We realize that the stage at the museum contributes both to the pedagogical training, as for the scientific training of the academic. Key-words: Monitoring, Museums, Anatomy.
Palavras-chave: Monitoria
Museus
Anatomia
Monitoring
Museums
Anatomy
País: Brasil
Instituição: José Sílvio Oliveira
Sigla da instituição: UFG
Citação: LIMA, Vanessa Morais; PEREIRA, Kleber Fernando. Processo de formação dos monitores do museu de anatomia humana e comparativa. Itinerarius Reflectionis, Jataí, v. 8, n. 1, jan./jul. 2010. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/rir/article/view/20370/19200>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/rir.v1i8.992
Identificador do documento: 10.5216/rir.v1i8.992
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17231
Data de publicação: Jul-2010
Aparece nas coleções:RJ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Vanessa Morais Lima - 2010.pdf2,75 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons