Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17473
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorAssunção, Paulo Eterno Venâncio-
dc.creatorWander, Alcido Elenor-
dc.creatorCosta Filho, Bento Alves da-
dc.creatorCaetano, Mauro-
dc.date.accessioned2019-04-26T13:18:59Z-
dc.date.available2019-04-26T13:18:59Z-
dc.date.issued2017-12-
dc.identifier.citationASSUNÇÃO, Paulo Eterno Venâncio; WANDER, Alcido Elenor; COSTA FILHO, Bento Alves da; CAETANO, Mauro. Competitividade da produção do feijão em Goiás. Revista de Economia do Centro-Oeste, Goiânia, v. 3, n. 2, p. 20-37, jul./dez. 2017. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/reoeste/article/view/47843/24838.pt_BR
dc.identifier.issne- 2447-231x-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17473-
dc.description.abstractWe aimed to apply the policy analysis matrix in order to analyze three crops of bean produced in Goiás state, Brazil. Production data were collected from farmers and agroindustry, we considered bean production and industrial costs, and was considered the transportation and storage costs. The results show that the first and second crop of beans are not competitive, and the third harvest, a scenario a little better than the other two seasons, but needs investment too. Through this study, it can be noted that the non-competitiveness of the product is mainly by the government. To be competitive in the region is not enough to study the latest technology, public actions should be adopted to benefit and give the product competitiveness. Key words: Bean; Goiás; Policy Analysis Matrix (PAM).pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherSérgio Fornazier Meyrelles Filhopt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectFeijãopt_BR
dc.subjectGoiáspt_BR
dc.subjectMatriz de análise de política (MAP)pt_BR
dc.subjectBeanpt_BR
dc.subjectPolicy analysis matrix (PAM)pt_BR
dc.titleCompetitividade da produção do feijão em Goiáspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho foi utilizar a matriz de análise de política para verificar a competitividade das três safras de feijão produzido no Estado de Goiás. Os dados produtivos foram coletados junto a produtores rurais e a agroindústria, foram considerados os custos de produção dos elos agrícolas e industrial, também foram considerados os custos de transporte e armazenagem. Os resultados mostram que a primeira e a segunda safra de feijão não são competitivas, sendo que a terceira safra apresenta um cenário um pouco melhor que as outras duas safras, mas precisa de investimentos também. Através deste estudo, pode-se notar que a não competitividade do produto se deve principalmente por parte do governo. Para a região em estudo ser competitiva não basta apenas tecnologia de ponta, ações públicas devem ser adotadas para beneficiar e dar competitividade ao produto.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.identifier.doi10.5216/reoeste.v3i2.47843-
dc.publisher.departmentFaculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas - (FACE)pt_BR
Aparece nas coleções:FACE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Paulo Eterno Venâncio Assunção - 2017.pdf832,86 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.