Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17627
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorIsaac, David Leonardo Cruvinel-
dc.creatorÁvila, Marcos Pereira de-
dc.creatorCialdini, Arnaldo Pacheco-
dc.date.accessioned2019-06-10T15:00:45Z-
dc.date.available2019-06-10T15:00:45Z-
dc.date.issued2007-
dc.identifier.citationISAAC, David Leonardo Cruvinel; ÁVILA, Marcos Pereira de; CIALDINI, Arnaldo Pacheco. Comparision of the original amsler grid with the preferential hyperacuity perimeter for detecting chroidal neovascularization in age-related macular degeneration. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, São Paulo, v. 70, n. 5, p. 771-776, Sept./Oct. 2007.pt_BR
dc.identifier.issn0004-2749-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17627-
dc.description.abstractPurpose: To compare the preferential hyperacuity perimeter (Preview PHP; Carl Zeiss Meditec, Dublin, CA) with the original Amsler grid in the detection of choroidal neovascularization (CNV) in patients with age- related macular degeneration (AMD). Methods: Patients were classified into groups, based on the severity of the age-related macular degeneration and underwent preferential hyperacuity perimeter and Amsler grid testing. High sensitivity and or high specificity of a method were defined as the observation of at least 80% of each one the parameters. Results: Sixty-five patients (65 eyes) were analyzed statistically. The sensitivity of detection of choroidal neovascularization was 70% by the Amsler grid and 90% by the preferential hyperacuity perimeter and the specificity of the Amsler grid was 85.5% and that of the preferential hyperacuity perimeter 81.8%. Conclusions: The preferential hyperacuity perimeter has greater sensitivity than the Amsler grid in the detection of choroidal neovascularization among patients over 50 years of age and is a promising method for monitoring patients with age-related macular degeneration. Although the original Amsler grid is less sensitive, it is a portable method, not expensive, accessible and presents reasonable sensitivity and high specificity in the diagnosis of choroidal neovascularization. Its use can be recommended for self-monitoring in patients with age-related macular degeneration as an alternative to preferential hyperacuity perimeter and when this method is not available. Apesar de a tela de Amsler original ser menos sensível, é método portátil, financeiramente acessível, e apresenta razo- ável sensibilidade e alta especificidade no diagnóstico da neovascularização de coróide. Sua utilização pode ser reco- mendada para o automonitoramento de pacientes com dege- neração macular relacionada à idade como alternativa ao perímetro de hiperacuidade preferencial.pt_BR
dc.language.isoengpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMacular degenerationpt_BR
dc.subjectComparative studypt_BR
dc.subjectVision testspt_BR
dc.subjectPatient selectionpt_BR
dc.subjectChoroidal neovascularizationpt_BR
dc.subjectPerimetry/ methodspt_BR
dc.subjectDegeneração macularpt_BR
dc.subjectEstudo comparativopt_BR
dc.subjectTestes visuaispt_BR
dc.subjectSeleção de pacientespt_BR
dc.subjectNeovascularização coroidalpt_BR
dc.subjectPerimetria/métodospt_BR
dc.titleComparison of the original Amsler grid with the preferential hyperacuity perimeter for detecting choroidal neovascularization in age-related macular degenerationpt_BR
dc.title.alternativeComparação entre a tela de Amsler original e o perímetro de hiperacuidade preferencial para a detecção de neovascularização de coróide secundária à degeneração macular relacionada à idadept_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoObjetivo: Comparar o perímetro de hiperacuidade preferen- cial (Preview PHP; Carl Zeiss Meditec, Dublin, Califórnia - EUA) com a tela de Amsler original na detecção de neovas- cularização de coróide (NVC) em pacientes com degeneração macular relacionada à idade (DMRI). Métodos: Os pacientes foram classificados em grupos baseados no grau de gravidade da degeneração macular relacionada à idade e foram submeti- dos aos testes do perímetro de hiperacuidade preferencial e da tela de Amsler. Estabeleceu-se como alta sensibilidade e/ ou alta especificidade de um dos métodos, a observação de pelo menos 80% de cada um dos parâmetros. Resultados: Sessenta e cinco pacientes (65 olhos) foram analisados esta- tisticamente. A sensibilidade de detecção de neovasculari- zação de coróide foi de 70% pela tela de Amsler e 90% pelo perímetro de hiperacuidade preferencial, ao passo que a es- pecificidade da tela de Amsler foi de 85,5% e do perímetro de hiperacuidade preferencial 81,8%. Conclusões: O perímetro de hiperacuidade preferencial apresenta maior sensibilidade que a tela de Amsler original na detecção de neovasculari- zação de coróide entre pacientes com idade superior a 50 anos e constitui um método promissor no monitoramento de pacientes com degeneração macular relacionada à idade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0004-27492007000500009 -
dc.identifier.doie- 1678-2925-
dc.publisher.departmentFaculdade de Medicina - FM (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - David Leonardo Cruvinel Isaac - 2007.pdf108,8 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons