Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17642
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorRodrigues, Eduardo Büchele-
dc.creatorÁvila, Marcos Pereira de-
dc.creatorHesse, Lutz-
dc.creatorSchanze, Thomas-
dc.creatorKroll, Peter-
dc.date.accessioned2019-06-11T15:51:44Z-
dc.date.available2019-06-11T15:51:44Z-
dc.date.issued2004-
dc.identifier.citationRODRIGUES, Eduardo Buchele et al. Implantes eletrônicos para restabelecimento da visão em cegos. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, São Paulo, v. 67, n. 2, p. 359-369, 2004.pt_BR
dc.identifier.issn0004-2749-
dc.identifier.issne- 1678-2925-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17642-
dc.description.abstractRecent success in the development of a prosthesis for the deaf patient encouraged several groups of scientists to deve- lop and investigate a visual prosthesis. Visual prosthesis are based on neuronal electrical stimulation at different locations along the visual pathways, and three localizations of visual prosthesis are being researched, retina, optic nerve, and cortex. Retina and optic nerve implants may restore vision in patients with progressive retinal degenerations by means of electrical stimulation of visual pathway neurons. Cortex pros- thesis may restore vision in a greater number of blind patients due to the more posterior location in the visual pathway. While major advances have been made in the field of visual prosthesis for the blind, a number of key questions remain to render a visual prosthesis feasible. Yet, investigation is justi- fied regarding the long-term effects and functioning of the various electronic implants. Here we review shortly the ratio- nale for such treatment, the three different possibilities of stimulating the visual pathway, and what are the challenges yet to be surpassed.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDegeneração macularpt_BR
dc.subjectMacular degenerationpt_BR
dc.subjectEnvelhecimento/cegueira, eletrodos implantadospt_BR
dc.subjectImplante de prótesept_BR
dc.subjectRetina/cirurgiapt_BR
dc.subjectNervo óptico/fisiologiapt_BR
dc.subjectRetinite pigmentosapt_BR
dc.subjectEstimulação elétricapt_BR
dc.subjectGlaucomapt_BR
dc.subjectCórtex visual/fisiologiapt_BR
dc.subjectAging/blindnesspt_BR
dc.subjectGlaucomapt_BR
dc.subjectElectrodes, implantedpt_BR
dc.subjectOptic nerve/physiologypt_BR
dc.subjectProsthesis implantationpt_BR
dc.subjectElectric stimulationpt_BR
dc.subjectRetina/surgerypt_BR
dc.subjectVisual cortex/physiologypt_BR
dc.subjectRetinitis pigmentosapt_BR
dc.titleImplantes eletrônicos para restabelecimento da visão em cegospt_BR
dc.title.alternativeElectronic implants to restore vision in blind patientspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO sucesso recente no desenvolvimento de uma prótese eletrônica coclear para surdos estimulou vários grupos de cientistas ao desenvolvimento de próteses visuais. A maioria dos protótipos de próteses visuais está baseada em estimulação elétrica neuronal em diferentes localizações do sistema visual até o sistema nervoso central. Atualmente os esforços estão concentrados em três localizações de implantes visuais: retina, nervo óptico e córtex. Implantes de retina e do nervo óptico têm o potencial de restabelecer a visão em pacientes com degenerações retinianas progres- sivas por meio de estimulação elétrica de neurônios do sistema visual. Próteses corticais podem beneficiar um número maior de pacientes cegos devido à sua localização mais posterior no sistema visual. Apesar dos grandes avanços, torna-se ainda necessária a elucidação de questões importantes na avaliação do funcionamento, em longo prazo, dos vários implantes eletrônicos para cegos, em estudo. Neste artigo analisa- mos os motivos que justificam o início dos experimentos nas três posições mencionadas e os desafios advindos de tal decisão.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0004-27492004000200032-
dc.publisher.departmentFaculdade de Medicina - FM (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Eduardo Büchele Rodrigues - 2004.pdf286,72 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons