Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17740
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorGarcia, Celso Augusto-
dc.creatorSantos, Arnaldo Gonçalves dos-
dc.creatorBarreira, Sybelle-
dc.date.accessioned2019-07-08T15:50:18Z-
dc.date.available2019-07-08T15:50:18Z-
dc.date.issued2015-06-
dc.identifier.citationGARCIA, Celso Augusto; SANTOS, Arnaldo Gonçalves dos; BARREIRA, Sybelle. Estrutura fitossociológica de uma área de cerrado na estação ecológica de Itapeva, São Paulo, Brasil. Revista de Agricultura Neotropical, Cassilândia-MS, v. 2, n. 2, p. 77-85, abr./jun. 2015.pt_BR
dc.identifier.issne- 2358-6303-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17740-
dc.description.abstractThe Itapeva (SP) Ecological Station is a conservation unit that is administered by the State of Sao Paulo Forestry Institute and has 106.77 hectares of land. In order to provide subsidies to future plans of the management of the place, as well as to know the vegetation structure, some phytosociological parameters were calculated using the quadrant-point method 800 individuals were sampled; they belong to 18 bothanical families, in a total of 30 species. The general average distance of the point-plant was of 1.81 m, providing a general average area of 3.85 m2 and the total density by area was of 2.870 trees ha-1. The Fabaceae family had the largest number of sampled species (five species), followed by the Lauraceae family (three), the Melastomataceae (two), the Araliaceae (two) and the Erythroxylaceae (two). The enumarated species are common in the SP Cerrado, notwithstanding they are not exclusive as they also occur in paludicola formations and mixed ombrophylous forest. The results point to a perturbed area, with the degradation of the native Cerrado and the invasion of other species, what suggests the urgent demand of a more accurate study that may allow the development of recovery and the preservation of the area.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectLevantamento florísticopt_BR
dc.subjectUnidade de conservaçãopt_BR
dc.subjectBioma cerradopt_BR
dc.subjectFloristic surveypt_BR
dc.subjectProtected areapt_BR
dc.subjectCerradopt_BR
dc.titleEstrutura fitossociológica de uma área de cerrado na estação ecológica de Itapeva, São Paulo, Brasilpt_BR
dc.title.alternativePhytosociological structure of a savannah area in the ecological station Itapeva, Sao Paulo state, Brazilpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA Estação Ecológica de Itapeva, SP é uma unidade de conservação administrada pelo Instituto Florestal do Estado de São Paulo e está instalada em uma área de 106,77 hectares. Com o objetivo fornecer subsídios para futuros projetos de manejo do local, bem como conhecer a estrutura da vegetação, foram calculados alguns parâmetros fitossociológicos, utilizando-se a metodologia de pontos quadrantes. Foram amostrados 800 indivíduos, pertencentes a 18 famílias botânicas totalizando 30 espécies. A distância média geral de ponto-planta foi de 1,81 m fornecendo uma área média geral de 3,85 m², sendo a densidade total por área de 2.870 árvores ha-1. A família Fabaceae teve o maior número de espécies amostradas (cinco espécies) seguida por Lauraceae (três), Melastomataceae (duas), Araliaceae (duas) e Erythroxylaceae (duas). As espécies listadas são comuns no cerrado do estado de São Paulo, no entanto não são exclusivas, sendo ocorrentes também em formações paludículas e floresta ombrófila mista. Os resultados apontam para uma área perturbada, com a descaracterização do cerrado original e invasão de outras espécies, apontando para a necessidade urgente de um estudo mais aprofundado que permita desenvolver estratégias de recuperação e preservação da área.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Agronomia e de Engenharia de Alimentos - EA (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Celso Augusto Garcia - 2015.pdf222,18 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons