Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17792
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSantana, Adriana Cristina de-
dc.creatorBachion, Maria Márcia-
dc.creatorMalaquias, Suelen Gomes-
dc.creatorVieira, Flaviana-
dc.creatorCarneiro, Diana Alves-
dc.creatorLima, Jacqueline Rodrigues de-
dc.date.accessioned2019-07-17T15:51:21Z-
dc.date.available2019-07-17T15:51:21Z-
dc.date.issued2013-12-
dc.identifier.citationSANTANA, Adriana Cristina de; BACHION, Maria Márcia; MALAQUIAS, Suelen Gomes; VIEIRA, Flaviana; CARNEIRO, Diana Alves; LIMA, Jacqueline Rodrigues de. Characterization of nursing professionals who care for people with vascular ulcers in outpatient facilities. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, DF, v. 66, n. 6, p. 821-826, nov./dez. 2013.pt_BR
dc.identifier.issne- 1984-0446-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17792-
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCuidados de enfermagempt_BR
dc.subjectÚlcera da pernapt_BR
dc.subjectÚlcera varicosapt_BR
dc.titleCaracterização de profissionais de enfermagem que atendem pessoas com úlceras vasculares na rede ambulatorialpt_BR
dc.title.alternativeCharacterization of nursing professionals who care for people with vascular ulcers in outpatient facilitiespt_BR
dc.title.alternativeCaracterización de profesionales de enfermería que atienden a personas con úlceras vasculares en la red ambulatoriapt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoObjetivou-se descrever características demográficas e profissiográficas dos trabalhadores de enfermagem que atendem pessoas com úlceras vasculares, em salas de curativos da rede municipal de saúde. Trata-se de pesquisa transversal, descritiva, de abordagem quantitativa realizada numa grande cidade da região Centro-Oeste do Brasil, de setembro de 2010 a fevereiro de 2011. Utilizou-se na coleta de dados um questionário para obtenção das características de interesse. Realizou-se análise descritiva e teste qui quadrado (p<0,05). Participaram 218 profissionais, dos quais 58,3% nunca realizaram atividades de atualização em avaliação e tratamento de feridas, 40,7% relataram pouca experiência na área, 61% eram técnicos e auxiliares de enfermagem. Aproximadamente 10% dos enfermeiros atuavam de modo fixo nas salas de curativos; os demais participavam do atendimento quando chamados. Os dados obtidos indicam fragilidades no processo de atendimento de enfermagem a pessoas com úlceras vasculares.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0034-71672013000600002-
dc.publisher.departmentFaculdade de Enfermagem - FEN (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Adriana Cristina de Santana - 2013.pdf134,24 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons