Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18518
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisor1Vasconcelos, Lara Stefânia Netto de Oliveira Leão-
dc.creatorCarvalho, Amanda Soares de-
dc.date.accessioned2020-01-15T14:55:13Z-
dc.date.available2020-01-15T14:55:13Z-
dc.date.issued2019-12-12-
dc.identifier.citationCARVALHO, Amanda Soares de. Análise bacteriológica de Staphylococcus spp. isolados de placas ortopédicas implantáveis, antes do processamento pelo serviço de saúde. 2019. 52f. Trabalho de Conclusão de Curso (Farmácia) – Faculdade de Farmácia, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18518-
dc.description.abstractHealthcare Related Infections (IRAS) represent a serious public health problem and are among the leading causes of morbidity and mortality in the world. Among the types of HAI are Surgical Site Infections (SSIs) that may be due, for example, to the use of contaminated health products. In orthopedic surgeries, the occurrence of SSI is a serious complication for patients and may be associated with the use of contaminated implantable orthopedic plates. As these are critical health products that come into contact with tissues that do not have their own microbiota, they must be submitted to the sterilization process prior to use. However, failures in the processing steps, especially cleaning associated with biofilm formation in these devices, may prevent the implant from being properly sterilized. This study aimed to characterize the contamination profile of implantable orthopedic plaques by Staphylococcus spp., Before processing by the health service, and was carried out at a public teaching hospital in Goiânia, Goiás, from May to December 2018. Five Orthopedic surgical implant boxes called “Small Fragments”, provided by a consignment / lending system company, were selected 15 smaller implantable orthopedic plates collected using aseptic technique. They were submitted to bacteriological analysis for isolation and phenotypic identification of Staphylococcus spp., As well as evaluation of antimicrobial susceptibility profile. Among the evaluated implantable orthopedic plates, four (26.7%) were contaminated with Staphylococcus spp., And a total of four isolates were recovered. The most isolated species was Staphylococcus hycus (50.0%). Staphylococcus epidermidis (25.0%) and coagulase-negative Staphylococcus (25.0%) were also isolated. The microorganisms were sensitive to the evaluated antimicrobials, except Staphylococcus hyicus, which was resistant to cefoxitin, predicting methicillin / oxacillin resistance. These data point to the importance of properly performing the processing steps of these implants, considering the capacity of isolated microorganisms to form biofilm, especially when the implant presents non-conformities such as grooves, dirt, oxidation and other factors. The formation of biofilms in these devices may lead to the occurrence of chronic, severe and difficult to treat infections.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Goiáspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectImplantespt_BR
dc.subjectBiofilmept_BR
dc.subjectStaphylococcuspt_BR
dc.subjectImplantspt_BR
dc.subjectBiofilmpt_BR
dc.subjectStaphylococcuspt_BR
dc.titleAnálise bacteriológica de staphylococcus spp. isolados de placas ortopédicas implantáveis, antes do processamento pelo serviço de saúdept_BR
dc.title.alternativeBacteriological analysis of staphylococcus spp. implantable ortopedic plates isolated before processing by the health servicept_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.resumoAs Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) representam um grave problema de saúde pública e estão entre as principais causas de morbimortalidade do mundo. Dentre os tipos de IRAS, estão as Infecções de Sítio Cirúrgico (ISC) que podem ser decorrentes, por exemplo, do uso de produtos para saúde contaminados. Em cirurgias ortopédicas, a ocorrência de ISC constitui uma complicação grave para os pacientes e pode estar associada ao uso de placas ortopédicas implantáveis contaminadas. Estas, por serem produtos para saúde críticos, que entram em contato com tecidos que não possuem microbiota própria, devem ser submetidaos ao processo de esterilização, antes do uso. Entretanto, falhas nas etapas do processamento, principalmente na limpeza, associada a formação de biofilme nestes dispositivos, pode impedir que o implante seja devidamente esterilizado. Este trabalho teve como objetivo caracterizar o perfil de contaminação de placas ortopédicas implantáveis por Staphylococcus spp., antes do processamento pelo serviço de saúde e foi realizado em um hospital público de ensino de Goiânia, Goiás, no período de maio a dezembro de 2018. Cinco caixas de implantes cirúrgicos ortopédicos denominadas “Pequenos Fragmentos”, fornecidas por empresa em sistema de consignação/comodato, foram selecionadas 15 placas ortopédicas implantáveis de menor tamanho coletadas em técnica asséptica. Estas foram submetidas à análise bacteriológica para isolamento e identificação fenotípica de Staphylococcus spp., bem como avaliação do perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos. Dentre as placas ortopédicas implantáveis avaliadas, quatro (26,7%) estavam contaminadas por Staphylococcus spp., sendo recuperados um total de quatro isolados. A espécie mais isolada foi Staphylococcus hycus (50,0%). Também foram isolados um Staphylococcus epidermidis (25,0%) e um Staphylococcus coagulase-negativo (25,0%). Os micro-organismos apresentaram-se sensíveis aos antimicrobianos avaliados, exceto o Staphylococcus hyicus, que foi resistente à cefoxitina, predizendo resistência à meticilina/oxacilina. Estes dados apontam para a importância de se realizar adequadamente as etapas do processamento desses implantes, tendo em vista a capacidade dos micro-organismos isolados em formar biofilme, principalmente, quando o implante apresenta inconformidades como ranhuras, sujidade, oxidações e outros fatores. A formação de biofilmes nestes dispositivos pode levar a ocorrência de infecções crônicas, graves e de difícil tratamento.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.contributor.referee1Vasconcelos, Lara Stefânia Netto de Oliveira Leão-
dc.contributor.referee1Costa, Dayane de Melo-
dc.contributor.referee1Vieira, José Daniel Gonçalves-
dc.publisher.departmentFaculdade de Farmácia - FF (RG)pt_BR
dc.publisher.courseFarmácia (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FF - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Farmácia - Amanda Soares de Carvalho - 2019.pdf10,17 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons