Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18791
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCamargo, Robson Corrêa de-
dc.date.accessioned2020-03-03T11:38:39Z-
dc.date.available2020-03-03T11:38:39Z-
dc.date.issued2012-03-
dc.identifier.citationCAMARGO, Robson Corrêa de. O teatro de feira e sua poética. REBENTO: revista das artes do espetáculo, Barra Funda, n. 3, p. 62-81, mar. 2012.pt_BR
dc.identifier.issne- 2178-1206-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18791-
dc.description.abstractThis paper presents refl ections on the various forms of theatrical events held in the French fairs between the seventeenth and eighteenth centuries, and indicates the proper impact of these theatrical forms at the French fairs in the defi nition of what must be called theater, drama or performance. It also, presents some examples of the acting procedures and construction of its performance, which uses deliberately and without any ceremony all existing styles and reworked them into a new permanent key. A theater that is not imposed by stylistic boundaries or allegiances, instead, sought to break them, renew them, occupy them, and maybe subtract them. With the strong gesture-representational momentum of this kind of spectacle, the theater at the fairs was composed by such heterogeneity, that we must call it a heterogender, a gender that is made by using always the difference, profi led without using predetermined or fi xed characteristics. In its constant prismatic method, determined by using at random a constant dialogue with distinct forms of contemporary spectacle, it shows other dramatic forms of compositional unity, asserting itself as a central phenomenon in determination of what should be understood as drama.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGestual no teatropt_BR
dc.subjectTeatro das feiraspt_BR
dc.subjectFrançapt_BR
dc.subjectTeatro séculos XVII e XVIIIpt_BR
dc.subjectGestus on dramapt_BR
dc.subjectDrama at fairspt_BR
dc.subjectFrancept_BR
dc.subjectDrama at XVII and XVIII centurypt_BR
dc.titleO teatro de feira e sua poéticapt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoEste texto apresenta refl exões sobre as variadas formas das manifestações teatrais realizadas nas feiras francesas entre os séculos XVII e XVIII, e aponta as devidas repercussões desta forma teatral na defi nição daquilo que se deve chamar teatro, drama ou mesmo performance. Apresenta alguns exemplos dos procedimentos de interpretação e da construção do espetáculo dos artistas feirenses, que utilizavam deliberadamente e sem cerimônia todos os estilos existentes e o reelaboravam em nova chave. Um teatro em que não se impunham fronteiras ou fi delidades estilísticas; ao contrário, buscava-se rompê-las, renová-las, ocupá-las e, talvez, subtraí-las. Com o forte caráter gesto-representacional que dinamizava este tipo de espetáculo, o teatro das feiras se compôs como heterogeneidade, é um heterogênero, sem características fi xas e predeterminadas. Em seu método prismático constante, determinado pela utilização aleatória, dialógica e antropofágica de diferentes formas de espetáculo, mostra outras formas dramáticas de unidade composicional, afi rmando-se como um fenômeno central na determinação do que deve ser entendido como teatro.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Música e Artes Cênicas - EMAC (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EMAC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Robson Corrêa de Camargo - 2012.pdf209,28 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons