Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18943
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSilva, Rhonan Ferreira-
dc.creatorDias, Paulo Eduardo Miamoto-
dc.creatorPicoli, Fernando Fortes-
dc.creatorRodrigues, Lívia Graziele-
dc.creatorMundim-Picoli, Mayara Barbosa Viandelli-
dc.creatorRosário Junior, Ademir Franco do-
dc.date.accessioned2020-03-30T12:19:57Z-
dc.date.available2020-03-30T12:19:57Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.citationSILVA, Rhonan Ferreira et al. Inconsistências antropológicas observadas em corpo putrefeito identificado por registros odontológicos - relato de caso pericial. RBOL: revista brasileira de odontologia legal, Ribeirão Preto, v. 2, n. 1, p. 125-136, 2015.pt_BR
dc.identifier.issn2359-3466-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18943-
dc.description.abstractIntroduction: Identification of decomposing human bodies requires a complex forensic investigation, in which a multidisciplinary approach is necessary. Aim: To demonstrate the importance of dental records for human identification, when anthropological characteristics point out biological profiles that differ from the real identity of the victim. Case report: In 2014, a partially skeletonized corpse was examined for human identification. The analysis of the skull indicated sexual patterns both compatible with male (nuchal crest, mastoid process and supraorbital margin) and female (glabella/supercilliary arch and nasofrontal angle) gender. The skull also suggested an adult or elderly individual (open and closed sutures, dehiscence of the parietal bone, and pneumatization of the frontal sinus). Alleged relatives reported the disappearance of an 85-year-old male. The necroscopic fingerprint confrontation pointed 11 points of similarity, yet still insufficient to establish positive identification. Dental examination confronted postmortem data with dental documentation produced in 2006, pointing out eight similarities, four explainable discrepancies and no incompatibility, allowing positive identification of the victim. Conclusion: Considering the inconsistency between the anthropological profile and the real biological profile of the victim, caution should be taken in assessing the age and sex based solely on examination of the skull, as imprecise results may hamper investigations.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAntropologia forensept_BR
dc.subjectOdontologia legalpt_BR
dc.subjectIdentificação humanapt_BR
dc.subjectDeterminação do sexo pelo esqueletopt_BR
dc.subjectForensic Anthropologypt_BR
dc.subjectSex determination by skeletonpt_BR
dc.subjectForensic dentistrypt_BR
dc.subjectHuman identificationpt_BR
dc.titleInconsistências antropológicas observadas em corpo putrefeito identificado por registros odontológicos - relato de caso pericialpt_BR
dc.title.alternativeAnthropological discrepancies detected in putrefied body identified with dental records – a case reportpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoIntrodução: A identificação humana em corpos putrefeitos demanda análise especializada, sendo recomendável uma abordagem multidisciplinar. Uma análise antropológica preliminar de sexo e idade pode ser útil para eleger os métodos primários a serem aplicados. Objetivo: Demonstrar a importância dos registros odontológicos para a identificação humana, quando caracteres antropológicos apontam para perfis biológicos discrepantes da real identidade. Relato de caso: Em 2014 um cadáver parcialmente esqueletizado foi examinado para determinação da causa mortis e identificação humana. Exames cadavéricos e radiológicos não puderam determinar a causa da morte. A análise do crânio permitiu constatar caracteres sexuais compatíveis com os sexos masculino (protuberância occipital externa, processo mastoide e margem supraorbital) e feminino (glabela/arco superciliar e ângulo nasofrontal). O crânio sugeria um indivíduo adulto ou idoso (algumas suturas abertas, outras fechadas, deiscência do parietal, pneumatização do seio frontal). Supostos familiares relataram o desaparecimento de um ente do sexo masculino, de 85 anos de idade. O confronto necropapiloscópico apontou 11 pontos de similaridade, ainda insuficientes para estabelecimento da identificação. O exame odontológico confrontou dados postmortem com documentação produzida em 2006, apontando oito similaridades, quatro discrepâncias explicáveis e nenhuma incompatibilidade, o que permitiu a identificação da vítima. Ainda que a documentação odontológica não estivesse completa, a identificação foi positiva. Conclusão: Considerando a inconsistência entre o perfil antropológico e o real perfil biológico da vítima, recomenda-se cautela na estimativa do sexo e idade com base exclusivamente no exame do crânio, sob pena de uma apresentação de resultados imprecisos prejudicarem as investigações.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.21117/rbol.v2i1.25-
Aparece nas coleções:FO - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Rhonan Ferreira Silva - 2015.pdf11,91 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons