Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19543
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorAlves, Rafael Delfino Rodrigues-
dc.creatorVidica, Ana Rita-
dc.date.accessioned2021-06-02T11:48:00Z-
dc.date.available2021-06-02T11:48:00Z-
dc.date.issued2020-08-
dc.identifier.citationALVES, Rafael Delfino Rodrigues; FERNANDES, Ana Rita Vidica. Arquivamento e álbum de família: entre o documento e a expressão. Contemporânea: revista de comunicação e cultura, Salvador, v. 18, n. 2, p. 63-84, maio/ago. 2020.pt_BR
dc.identifier.issn1809-9386-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19543-
dc.description.abstractThis article aims to discuss the archival and constitution modes of the family album, from the perception of survival of sociocultural practices. This discussion will be ope ned with the concept and classification of familiar album by Armando Silva (2008), in order to apprehend its functions and archival techniques. From this context, the family album is seen as a file that transits between “document photography” and “photogra phy-expression”, nomenclatures of Rouillé (2009) that are problematized in the text, having as a point of inflection the proposal of (Derrida, 2001).pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectFotografiapt_BR
dc.subjectÁlbum de famíliapt_BR
dc.subjectArquivopt_BR
dc.subjectPhotographypt_BR
dc.subjectFamily albumpt_BR
dc.subjectArchivept_BR
dc.titleArquivamento e álbum de família: entre o documento e a expressãopt_BR
dc.title.alternativeArchiving and family album: between the document and the expressionpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoEste artigo se propõe a discutir os modos de arquivamento e constituição do álbum de família, a partir da percepção de sobrevivências de práticas socioculturais. Essa discussão será aberta com o conceito e a classificação de álbum familiar por Armando Silva (2008), a fim de apreender suas funções e técnicas de arquivo. A partir desta contextualização, percebe-se o álbum familiar como arquivo que transita entre a “fo tografia-documento” e a “fotografia-expressão”, nomenclaturas de Rouillé (2009) que são problematizadas no texto, tendo como ponto de inflexão a proposta de encenação do arquivamento trazida por Derrida (2001).pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.9771/contemporanea.v18i2.32127-
dc.publisher.departmentFaculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FIC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Rafael Delfino Rodrigues Alves - 2020.pdf921,13 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons