Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19595
Tipo do documento: Artigo
Título: Mídia, saúde e poder: um jogo de representações sobre dengue
Título(s) alternativo(s): Media, health, and power: a game of representations on dengue fever
Autor: Villela, Edlaine Faria de Moura
Natal, Delsio
Resumo: O objetivo desta pesquisa foi construir discursos que representem como a primeira epidemia de dengue em Ribeirão Preto-SP foi abordada pela mídia impressa e trazer para reflexão desdobramentos sobre mídia e poder. Foram reunidas 126 reportagens de novembro de 1990 a março de 1991 dos jornais Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e A Cidade, e das revistas Veja e Revide. Utilizou-se o método do Discurso do Sujeito Coletivo, fundamentado na Teoria das Representações Sociais. A mídia polemizou com a discussão sobre quem seria o grande vilão da epidemia em vez de esclarecer sobre a epidemia em si. Comprovou-se a defasagem da informação disponibilizada. O jogo de representações e a relação mídia/poder ficaram nítidas. Temos como problema não somente a possibilidade de acesso adequado e suficiente às informações produzidas, mas, também, a dificuldade de decidir o que deve ser discutido nos jornais diários para enriquecer, de fato, o arcabouço informacional da população. Para isso, os profissionais que lidam com informação e comunicação em saúde, na mídia impressa, precisam ser capacitados para provocar a aproximação da linguagem técnica à linguagem popular. Para que haja circulação e apropriação da informação em Saúde Pública, é necessário abrir a discussão para a comunidade e capacitá-la para que consiga se expressar. É importante discutir a qual tipo de informação o cidadão tem acesso durante os processos epidêmicos: Informação política ou epidemiológica? Questões políticas não podem se sobrepor a questões prioritárias de saúde nos meios de comunicação presentes no cotidiano das famílias brasileiras.
Abstract: This research aimed to construct discourses to represent how the first epidemic of dengue fever in Ribeirão Preto, São Paulo, Brazil, was approached by the printed media and think through outcomes concerning media and power. 126 Reports were collected from November 1990 to March 1991 from the newspapers Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, and A Cidade, and from the magazines Veja and Revide. The Collective Subject Discourse was the method chosen based on the Theory of Social Representations. The media focused on the polemical discussion about who might be the villain of the epidemic rather than clarifying the epidemic itself. The gap of information provided was found. The game of representations and the relation media/ power became clear. There is a problem not only with the possibility of adequate and sufficient access to the information produced, but also the difficulty of deciding what must be discussed in daily newspapers to enrich, in fact, the population’s informational framework. For this, professionals who deal with information and communication in health, in the printed media, should be able to bring technical language closer to popular language. In order to provide circulation and appropriation of information on Public Health, there is a need to open the discussion to community and enable people to speak out. It is worth discussing which type of information the citizen accesses during the epidemic processes: Political or epidemiological information. Political issues cannot overlap priority health issues in the in the daily life media of Brazilian families.
Palavras-chave: Comunicação em saúde
Mídia impressa
Teoria das representações sociais
Discurso do sujeito coletivo
Dengue
Health communication
Printed media
Theory of social representations
Collective subject discourse
Dengue fever
País: Brasil
Unidade acadêmica: Unidade Acadêmica Especial de Ciências da Saúde - UAECS (RJ)
Citação: VILLELA, Edlaine Faria de Moura; NATAL, Delsio. Mídia, saúde e poder: um jogo de representações sobre dengue. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 23, n. 3, p. 1007-1017, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0104-12902014000300022
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Identificador do documento: 10.1590/S0104-12902014000300022
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19595
Data de publicação: 2013
Aparece nas coleções:RJ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Edlaine Faria de Moura Villela - 2014.pdf127,76 kBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons