Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19960
Tipo do documento: TCC
Título: Oscilação de humor: manejo clínico a partir da psicologia sócio-histórica
Título(s) alternativo(s): Humor oscillation: clinical management from the socio-historic psychology
Autor: Barbosa, Samara Arantes
Primeiro orientador: Santos, Lívia Gomes dos
Primeiro membro da banca: Santos, Lívia Gomes dos
Martins, Karina Oliveira
Resumo: Este estudo, norteado político e ideologicamente pelo materialismo histórico-dialético e pela psicologia Sócio-Histórica, buscou refletir sobre as possibilidades e abordagens interventivas realmente efetivas frente ao sofrimento psíquico, em especial o denominado pela psiquiatria de Transtorno Afetivo Bipolar. A partir do levantamento bibliográfico, o caminho do diálogo que se pretende tecer vai desde a apresentação histórica de alguns dos conceitos culturalmente criados referentes ao fenômeno, à crítica ao modelo biologicista e suas guisas hegemônicas de tratamento, discussão correspondente ao primeiro capítulo. Os capítulos consecutivos tentam elucidar um desvio de rota para a fuga do naufrágio, denunciando a desumanização do humano, fomentada e mantida pela estrutura social, desde a igreja à família, ao poder público e a própria lógica do trabalho. Sobretudo, enseja-se demonstrar que os ditos transtornos psíquicos são fenômenos da ordem do social. Portanto, para um cuidado transformador é preciso, para além de mudanças estruturais radicais, a princípio, reconhecer os limites e contradições das relações de poder da vida em sociedade, inclusive as relações no campo dos saberes na área da saúde. Por fim, essa pesquisa consiste num grito de resistência, na tentativa de denunciar aos pesquisadores e profissionais da área. Psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais, músico e arteterapeutas e a todas as diversas profissões que acabam encontrando e cruzando a vida de pessoas reais que sofrem, sentem, pensam, agem, se afetam e afetam essa realidade que adoece, apesar de, no auge da sua contradição, exploração e negacionismo brasileiro, por exemplo, exija o contrário. Conceitos como a esfera afetivo volitiva da personalidade, atividade, personalidade, sistema psicológico, linguagem, significados, sentidos e vivências são trabalhados ao longo da pesquisa, a fim de melhor compreender a relação dialética entre sujeito e sociedade, bem como os processos dialógicos sentido a conscientização, autonomia, o mínimo de autodeterminação e humanização, uma vez que são imprescindíveis na lida com essa forma de expressão do sofrimento social.
Abstract: This study, politically and ideologically guided by historical-dialectical materialism and Socio Historical Psychology, sought to reflect on the possibilities and interventional approaches that are really effective in the face of psychic suffering, especially what psychiatry calls Bipolar Affective Disorder. From the bibliographical survey, the path of dialogue that is intended to weave goes from the historical presentation of some of the culturally created concepts referring to the phenomenon, to the criticism of the biological model and its hegemonic forms of treatment, a discussion corresponding to the first chapter. The consecutive chapters try to elucidate a detour to escape from the shipwreck, denouncing the dehumanization of the human, fostered and maintained by the social structure, from the church to the family, the public authorities and the very logic of work. Above all, it aims to demonstrate that the so-called psychic disorders are phenomena of the social order. Therefore, for a transformative care, it is necessary, in addition to radical structural changes, at first, to recognize the limits and contradictions of the power relations of life in society, including relations in the field of knowledge in the health area. Finally, this research consists of a cry of resistance, in an attempt to denounce researchers and professionals in the area. Psychologists, psychiatrists, social workers, musicians and art therapists and all the various professions that end up meeting and crossing the lives of real people who suffer, feel, think, act, affect and affect this reality that gets sick, despite the fact that, at the height of its contradiction, exploitation and Brazilian denial, for example, demand the opposite. Concepts such as the affective-volitional sphere of personality, activity, personality, psychological system, language, meanings, senses and experiences are worked on throughout the research, in order to better understand the dialectical relationship between subject and society, as well as the dialogical processes felt awareness, autonomy, a minimum of self-determination and humanization, since they are essential in dealing with this form of expression of social suffering.
Palavras-chave: Transtorno afetivo bipolar
Psicologia sócio-histórica
Manejo clínico
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Educação - FE (RG)
Nome do curso: Psicologia (RG)
Citação: BARBOSA, Samara Arantes. Oscilação de humor: manejo clínico a partir da psicologia sócio-histórica. 2021. 75f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/19960
Data de publicação: 10-Jun-2021
Aparece nas coleções:FE - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Psicologia - Samara Arantes Barbosa - 2021.pdf716,57 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons