Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11495
Tipo do documento: Dissertação
Título: Investigação de Zika vírus em gestantes exantemáticas: identificação de positividade viral prolongada
Título(s) alternativo(s): Investigation of Zika virus in exanthematic pregnant women: identification of prolonged viral positivity
Autor: Oliveira, Thais Santana de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2363538773601914
Primeiro orientador: Fiaccadori, Fabíola Souza
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0993842409303174
Primeiro membro da banca: Fiaccador, Fabíola Souza
Segundo membro da banca: Souza, Menira Borges de Lima Dias e
Terceiro membro da banca: Silva, Marcelle Figueira Marques da
Resumo: O Zika vírus (ZIKV) emergiu recentemente causando epidemias de impacto nas Américas, África e Ásia e, apesar da transmissão por vetores artrópodes, a transmissão sexual e materno-infantil já foram relatadas. A infecção durante a gestação tem sido associada a quadros de malformações congênitas, entre elas a microcefalia. Embora tenhamos avançado no estudo do ZIKV, ainda permanecem lacunas a respeito da patogenia desta infecção. O presente estudo objetivou investigar a ocorrência do ZIKV em casos de gestantes exantemáticas avaliando a detecção viral prolongada em amostras de urina e sangue. A população foi constituída por 68 gestantes, das quais 57 foram acompanhadas por meio de consultas periódicas, sendo coletadas amostras de sangue e/ou urina em cada consulta. Amostras foram submetidas a detecção do RNA-viral por RTPCR em tempo real, utilizando o kit comercial, iniciadores e sonda específicos para região alvo a proteína estrutural E. Foi observada uma positividade para o ZIKV de 51,5% (35/68). A partir do acompanhamento, diferentes padrões de detecção viral prolongada no sangue e/ou urina foram identificados em 19,3% das gestantes. Em amostras de urina, o RNA viral foi detectado por até 147 dias após o início dos sintomas e no sangue por até 187 dias após o início do quadro exantemático. Entre as gestantes com perfil de detecção prolongada a maioria apresentou o quadro exantemático quando no primeiro e segundo trimestre gestacional. A detecção prolongada para ZIKV já foi relatada em outros espécimes clínicos embora muitos questionamentos permaneçam. Neste cenário, as informações obtidas no presente estudo contribuem para o conhecimento a respeito do processo da patogenia da infecção pelo Zika vírus em gestantes infectadas
Abstract: Zika virus (ZIKV) has recently emerged causing epidemics that impacted in the Americas, Africa and Asia and, despite transmission by arthropod vectors, sexual and maternal-child transmission have already been reported. Infection during pregnancy has been associated with congenital malformations, including microcephaly. Although we have advanced in ZIKV study, there are still gaps regarding the pathogenesis of this infection. The present study objected to investigate the occurrence of ZIKV in cases of exanthematic pregnant women evaluating prolonged viral detection in urine and blood samples. The population consisted of 68 pregnant women, of whom 57 were followed up through periodic consultations, and blood and/or urine samples were collected at each visit. Samples were subjected to detection of viral RNA by real-time RT-PCR using the commercial kit, primers and probe specific for the target region to structural protein E. Positivity rate of 51.5% for ZIKV was observed (35/68). The samples colected of follow up patients, different patterns of prolonged viral detection in the blood and/or urine were identified in 19.3% of pregnant women. In urine samples, viral RNA was detected up to 147 days after onset of symptoms and in the blood up to 187 days after the onset of rash. Among the pregnant women with prolonged detection profile, the majority presented the exanthematic episode at the first and second gestational trimester. Prolonged detection for ZIKV has been reported in other clinical specimens although many questions remain. In this scenario, the information obtained in the present study contributes to the knowledge about the process of the pathogenesis of Zika virus infection in infected pregnant women.
Palavras-chave: Zika vírus
Detecção prolongada
Gestante
Prolonged detection
Pregnant
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::MICROBIOLOGIA::BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS::VIROLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)
Citação: OLIVEIRA, T. S. Investigação de Zika vírus em gestantes exantemáticas: identificação de positividade viral prolongada. 2018. 81 f. Dissertação (Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11495
Data de defesa: 25-Out-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação -Thais santana de Oliveira - 2018.pdf2,89 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons