Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/12149
Tipo do documento: Tese
Título: Quando os estudantes não são mais os mesmos: o processo de apropriação de conhecimentos geométricos nos anos iniciais e a teoria histórico-cultural
Título(s) alternativo(s): When students are no longer the same: the process of appropriation of geometric knowledge in the early years and the historical-cultural theory
Autor: Oliveira, Daniela Cristina de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5590286776929063
Primeiro orientador: Cedro, Wellington Lima
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1123884255260078
Primeiro membro da banca: Cedro, Wellington Lima
Segundo membro da banca: Damazio, Ademir
Terceiro membro da banca: Longarezi, Andrea Maturano
Quarto membro da banca: Sousa, Maria do Carmo de
Quinto membro da banca: Silva, Sandra Aparecida Fraga da
Resumo: Assumindo-se o método materialista histórico-dialético como concepção de mundo, método de pesquisa e como práxis, esta pesquisa foi desenvolvida em uma escola pública de Goiânia, com crianças dos anos iniciais, na tentativa não somente de compreender a realidade educacional, mas de transformá-la para uma nova qualidade. Este trabalho materializa-se em uma investigação sobre o processo de apropriação do conhecimento geométrico, nos anos iniciais do ensino fundamental, nos respaldando na Teoria Histórico-Cultural, na Teoria da Atividade e em pressupostos teóricos e metodológicos da Atividade Orientadora de Ensino. Para tanto, foi organizado um experimento didático-formativo, composto por um conjunto de Tarefas, desenvolvidas nos anos de 2018 e 2019, na rede municipal de educação de Goiânia, com crianças do quarto ano e, posteriormente, do quinto ano do Ensino Fundamental. A questão norteadora da investigação foi: Quais os movimentos formativos de transformação dos estudantes, dos anos iniciais, no processo de apropriação do conceito de forma, em uma organização do ensino sustentada na Teoria Histórico-Cultural? Associado a isso, tivemos por objetivo investigar os movimentos formativos de transformação qualitativas nos estudantes no processo de apropriação do conceito de forma, com base na Teoria Histórico-Cultural, na Teoria da Atividade e nos pressupostos teóricos-metodológicos da Atividade Orientadora de Ensino. Para tanto, a análise por unidades foi o caminho escolhido para apreender o objeto de estudo em seu movimento, concretizando-se em duas unidades de análise, a saber: Movimentos formativos reveladores do desenvolvimento da atividade coletiva; e O processo de apropriação do conceito de forma: os movimentos formativos de transformações qualitativas nos estudantes. Relacionando as fases de desenvolvimento do conhecimento geométrico, os estudantes apresentaram maior facilidade no processo de apropriação quando os nexos envolviam aspectos da geometria prática e sensorial, contudo, em manifestar as atribuições de sentido referente à geometria formal, os sujeitos explicitaram dificuldade no processo de abstração e generalização, operando com representações gerais do objeto ou verbalizando equívocos conceituais. De modo conclusivo, esta pesquisa nos permite defender a seguinte tese: em uma proposta de organização do ensino de geometria para os anos iniciais, sustentada na Teoria Histórico-Cultural, a transformação dos sujeitos acontece mediante suas vivências coletivas no processo de apropriação conceitual.
Abstract: Assuming the historical-dialectical materialist method as a conception of the world, a research method and as a praxis, this research was developed in a public school in Goiânia, with children from the early years, in an attempt not only to understand the educational reality, but to transform it to a new quality. This work is materialized in an investigation into the process of appropriation of geometric knowledge, in the early years of elementary school, based on Historical-Cultural Theory, Activity Theory and theoretical and methodological assumptions of Teaching Guiding Activity. To this end, a didactic-formative experiment was organized, composed of a set of Tasks, developed in the years 2018 and 2019, in the municipal education network of Goiânia, with children in the fourth year and, later, in the fifth year of Elementary School. The guiding question of the investigation was: What are the formative movements of transformation of students, from the early years, in the process of appropriation of the concept of form, in a teaching organization supported by the Historical-Cultural Theory? Associated with this, we aimed to investigate the formative movements of qualitative transformation in students in the process of appropriation of the concept of form, based on Historical-Cultural Theory, Activity Theory and the theoretical-methodological assumptions of Teaching Guiding Activity. Therefore, the analysis by units was the chosen path to apprehend the object of study in its movement, materializing in two units of analysis, namely: Formative movements revealing the development of collective activity; and The process of appropriation of the concept of form: the formative movements of qualitative transformations in the students. Relating the stages of development of geometric knowledge, the students showed greater ease in the appropriation process when the nexuses involved aspects of practical and sensorial geometry, however, in manifesting the attributions of meaning referring to formal geometry, the subjects explained difficulty in the abstraction process and generalization, operating with general representations of the object or verbalizing conceptual mistakes. Conclusively, this research allows us to defend the following thesis: in a proposal for the organization of geometry teaching for the early years, supported by Historical-Cultural Theory, the transformation of subjects takes place through their collective experiences in the process of conceptual appropriation.
Palavras-chave: Anos iniciais
Atividade pedagógica
Atividade orientadora de ensino
Geometria
Teoria histórico-cultural
Early years
Pedagogical activity
Teaching guidance activity
Geometry
Historical-cultural theory
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)
Citação: OLIVEIRA, D. C. Quando os estudantes não são mais os mesmos: o processo de apropriação de conhecimentos geométricos nos anos iniciais e a teoria histórico-cultural. 2022. 234 f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2022.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/12149
Data de defesa: 12-Mai-2022
Aparece nas coleções:Doutorado em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Daniela Cristina de Oliveira - 2022.pdf9,63 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons