Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/12309
Tipo do documento: Dissertação
Título: Atividade moluscicida de nanopartículas de prata funcionalizadas com polivinilpirrolidona nos estágios iniciais de desenvolvimento do caramujo Biomphalaria glabrata (Say, 1818)
Título(s) alternativo(s): Molluscicidal activity of polyvinylpyrrolidone (PVP)-functionalized silver nanoparticles in the early stages of development of the snail Biomphalaria glabrata (Say, 1818)
Autor: Araújo, Paula Sampaio
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9679796575211749
Primeiro orientador: Rocha, Thiago Lopes
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/6325937100056775
Primeiro membro da banca: Rocha, Thiago Lopes
Segundo membro da banca: Monteiro, Caio Marcio de Oliveira
Terceiro membro da banca: Barreto, Lucas Prado
Resumo: A esquistossomose é uma doença tropical de caráter endêmico provocada pelo parasito Schistosoma mansoni e possui como hospedeiro intermediário caramujos de água doce, tal como o Biomphalaria glabrata. Dentre os métodos de controle da doença, destaca-se a controle do hospedeiro intermediário por meio do uso de moluscicidas. A nanotecnologia surge como uma alternativa viável para o desenvolvimento de produtos aplicados no controle de parasitos, vetores e hospedeiros intermediários. Dentre as nanopartículas com potencial uso moluscicida, destacam-se as nanopartículas de prata (Ag NPs) devido às suas propriedades físicas e químicas inerentes, com efeito frente a bactérias, fungos, vírus e protozoários. Desse modo, o objetivo geral do presente estudo foi avaliar o potencial moluscicida das Ag NPs funcionalizadas com polivinilpirrolidona (PVP) para diferentes estágios do desenvolvimento (embriões, recém-eclodidos) do caramujo B. glabrata. Os bioensaios foram realizados durante a fase de desenvolvimento embrionário e em caramujos recém eclodidos por um período total de 144 h e 96 h, respectivamente, utilizando concentrações de 12,1 a 1560 g L-1. Os biomarcadores como taxa de mortalidade, taxa de eclosão e alteração morfológica foram analisados diariamente, juntamente com a estimativa da concentração média letal. Os resultados demonstraram que os embriões foram mais resistentes às Ag NPs que os recém eclodidos. A toxicidade das Ag NPs foi demonstrada para todas as fases de desenvolvimento do caramujo de forma dependente das concentrações. A exposição às Ag NPs induziu a formação de embriões hidrópicos. Esse foi o primeiro estudo que avaliou a toxicidade das Ag NPs e sua contrapartida dissolvida (AgNO3) em embriões e caramujos recém eclodidos B. glabrata
Abstract: Schistosomiasis is a tropical disease of an endemic nature caused by the parasite Schistosoma mansoni and its intermediary host is freshwater snails, such as Biomphalaria glabrata. Among the disease control methods, the intermediate host control stands out through the use of molluscicides. Nanotechnology appears as a viable alternative for the development of new molluscicides. Among the nanoparticles with potential molluscicidal use, silver nanoparticles (Ag NPs) stand out due to their inherent physical and chemical properties, with an effect against bacteria, fungi, viruses and protozoa. Thus, the general objective of the present study was to evaluate the molluscicidal potential of PVP-functionalized Ag NPs for different stages of development (embryos, newly hatched) of the snail B. glabrata. The bioassays were carried out during the embryonic development phase and in newly hatched snails for a total period of 144 h and 96 h, respectively, using concentrations from 12.1 to 1560 g L-1. Biomarkers such as mortality rate, hatch rate and morphological alteration were analyzed, together with the estimated average lethal concentration. Results showed that the embryos were more resistant to Ag NPs than the newly hatched. The toxicity was demonstrated during all phases analyzed in a concentration-dependent manner. Exposure to Ag NPs induced the formation of hydropic embryos. This was the first study that evaluated the toxicity of Ag NPs and their dissolved counterpart (AgNO3) in embryos and newly hatched snails B. glabrata.
Palavras-chave: Embriotoxicidade
Esquistossomose
Moluscicidas
Nanotecnologia
Nanoecotoxicologia
Embryotoxicity
Molluscicides
Nanotechnology
Nanoecotoxicology
Schistosomiasis
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::PARASITOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)
Citação: ARAÚJO, P. S. Atividade moluscicida de nanopartículas de prata funcionalizadas com polivinilpirrolidona nos estágios iniciais de desenvolvimento do caramujo Biomphalaria glabrata (Say, 1818). 2020. 89 f. Dissertação (Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/12309
Data de defesa: 16-Mar-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Paula Sampaio Araújo - 2020.pdf1,38 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons