Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5029
Tipo do documento: Dissertação
Título: A percepção de natureza e as práticas produtivas dos camponeses dos assentamentos Santa Rita e Três Pontes
Título(s) alternativo(s): Perceptions of nature and productive practice of settlements of farmers and Three Bridges Santa Rita (GO)
Autor: Benincá, Mainara da Costa
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1292822350544982
Primeiro orientador: Ribeiro, Dinalva Donizete
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/3182325621648634
Primeiro coorientador: Oliveira, Raquel Maria de
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/7939604755903931
Primeiro membro da banca: Ribeiro , Dinalva Donizete
Segundo membro da banca: Oliveira, Raquel Maria de
Terceiro membro da banca: Clemente, Evandro César
Quarto membro da banca: Oliveira, Adriano Rodrigues de
Resumo: O camponês possui uma íntima relação com o meio em que vive, o vê como um meio de vida, de trabalho e de lazer, um local de troca simbiótica e de uso dos saberes herdados. Por meio das atividades produtivas, concebem a natureza de modo a estabelecer respeito e equilíbrio, camponeses esses, que por muitos anos foram expropriados de suas terras e que através da política de Reforma Agrária brasileira, (re) criam seus modos de vida e de trabalho em assentamentos rurais. Discussão essa que deu origem ao presente trabalho, que pretende analisar a percepção da natureza pelos camponeses dos Assentamentos Santa Rita (município de Jataí-GO) e Três Pontes (município de Perolândia-GO), a partir da organização produtiva de ambos. Para tal buscou-se compreender o processo de territorialização e (re) criação camponesa por meio da política de Reforma Agrária, em ambos os assentamentos, identificar os usos da natureza promovidos pelas atividades produtivas e, analisar por meio de mapas mentais, a percepção e uso da natureza por parte das famílias camponesas. Dessa maneira, fizeram-se necessários alguns procedimentos metodológicos, como a pesquisa bibliográfica, a fim de dar o embasamento teórico, a coleta de dados qualitativos e quantitativos, por meio de observações participantes e entrevistas semiestruturadas com trinta por cento das famílias de cada assentamento supracitado, bem como a confecção de mapas mentais, junto aos camponeses. Verificou-se que as realidades entre os assentamentos se diferem no sentido de autonomia e soberania alimentar, tendo em vista que o Assentamento Santa Rita se encontra em situação mais favorável, sendo que mantém uma diversidade de produção e usam de forma mais sustentável sua terra. O Assentamento Três Pontes, mesmo apresentando uma maior renda, esta vinculado à apenas a produção de soja e milho, comprometendo dessa forma a autonomia e a soberania alimentar camponesa.
Abstract: The peasant has a relation of intimacy with their environment, and sees it as their way of living, working and having fun, a place of symbiotic changes and use of inherited knowledge. In their productive activities conceives the nature in order to maintain the respect for it and establish the balance, as long as they can preserve the way they live. But, throughout the history of the country, peasantry has been dispossessed from its lands. With the Brazilian Agrarian Reform politics, a little part of this peasantry (re)creates their ways of life and work in the rural settlements. In this paper we analyze the perception of nature and peasants at Santa Rita settlement (municipality of Jataí – GO) and Três Pontes (municipality of Perolândia – GO), from their productive organization. For that we sought to understand the process of peasantry territoralization and (re)creation through the Agrarian Reform politics, in both settlements, to identify the uses of nature for productive activities and analyze, through mental maps, the perception the peasant himself has of the nature and the use made of it. Among the methodological procedures, we used the bibliographical research, in order to obtain the theoretical basis, qualitative and quantitative data collection, through participative observation IN semi structured interviews with thirty percent of the families from each settlement, and the analysis of the mental maps produced by the peasants. It was noticed that the settlements differed one from the other, mainly when it referred to food autonomy and sovereignty. Santa Rita settlement is in a more favorable situation; there the peasants maintain a diversity of income and use of their land more sustainably. At Três Pontes, even though the settled peasants showing higher income, they constrain to the production of soy and corn beans, which compromises its food autonomy and sovereignty. It makes necessary a peasant recreation based on control and autonomy of its territory, based on the adoption of public politics that strengthen this working class, in the sense of giving economic, social and environmental conditions for their maintenance in the land.
Palavras-chave: Camponês
Práticas de produção
Percepção da natureza
Peasant
Production practices
Nature perception
Área(s) do CNPq: GEOGRAFIA::GEOGRAFIA HUMANA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Regional de Jataí (RJ)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (RJ)
Citação: BENINCÁ, M. C. A percepção de natureza e as práticas produtivas dos camponeses dos assentamentos Santa Rita e Três Pontes. 2014. 134 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Jataí, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5029
Data de defesa: 31-Mar-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (RJ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Mainara da Costa Benincá - 2014.pdf6 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons