Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6197
Tipo do documento: Dissertação
Título: Escolarização de alunos com deficiência intelectual: a construção de conhecimento e o letramento
Título(s) alternativo(s): Schooling of students with intellectual disabilities : a knowledge of construction and literacy
Autor: Almeida, Rosiney Vaz de Melo
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3007161524089576
Primeiro orientador: Tartuci, Dulcéria
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9300315252743903
Primeiro membro da banca: Tartuci, Dulcéria
Resumo: No Estado de Goiás, desde década de 1990, as escolas do ensino regular, que compõem a sua rede estadual de ensino, desenvolvem práticas pedagógicas contemplando a educação especial em uma perspectiva inclusiva. O acesso e a permanência do aluno com deficiência intelectual são efetivados por meio da matrícula em salas de aula comum e da oferta de serviços de apoio à inclusão escolar. Neste sentido, levantou-se a seguinte problemática: como ocorre a construção de conhecimentos e o letramento de alunos com deficiência intelectual, matriculados em salas de aulas comuns e em salas de atendimento educacional especializado? Mediante este problema teve-se como o objetivo desta pesquisa analisar a construção de conhecimento e o letramento de estudantes com deficiência intelectual matriculados em salas comuns de escolas regulares do Ensino Fundamental I. As discussões foram fundamentadas teórica e metodologicamente na epistemologia histórico-cultural de Vygotski, com ênfase na coletânea intitulada Fundamentos da Defectologia para compreender o processo de desenvolvimento da pessoa com deficiência. O universo pesquisado foram duas escolas estaduais, no município de Ipameri - Goiás. Participaram 14 alunos com deficiência intelectual matriculados em salas de aula comum que frequentavam também a sala de recursos multifuncional e 12 professores que atuavam com esses alunos nesses espaços. Os dados foram coletados por meio de observação participativa, entrevista com grupo focal e análise documental. Interpretados a partir de unidades significativas de sentidos que apontaram que as práticas vivenciadas no cotidiano da dessas escolas são perpassadas pela dicotomia entre a educação comum e a educação especial e por discursos que evidenciaram: a segregação do aluno com deficiência intelectual; os aspectos de aprendizagem centrados em processos de socialização; uma avaliação desvinculada da prática pedagógica cotidiana; desconsideração acerca dos indícios que apontam para a aprendizagem de conteúdo escolares destes alunos e uma indefinição sobre a quem cabe a responsabilidade de ensinar os estudantes com deficiência. Estas considerações foram agrupadas em três categorias gerais: Organização do Trabalho Pedagógico: Ensino Comum e Educação Especial; Práticas de Ensino: construção de conhecimento e participação em eventos de letramento; Avaliação: instrumento de acompanhamento do processo de aprendizagem ou de legitimação da aprovação automática do aluno com deficiência. Os resultados mostraram a necessidade de reflexão sobre: as práticas pedagógicas inclusivas baseadas na bidocência para a construção de caminhos reais que leve à escolarização; uma ampliação na formação dos professores que possibilite a construção de uma nova consciência sobre as possibilidades de aprendizagem do aluno com deficiência intelectual e a construção e de um processo avaliativo processual e continuo capaz de fomentar as decisões acerca de processos educativos a partir do contexto da sala de aula comum, em um diálogo entre educação especial e educação comum.
Abstract: In Goiás State, since the decade of 1990, the regular education school that compose its education network development teaching practices considering a special education in inclusive perspective. The access and permanence of intellectual disable students are effected through of matriculation in common classrooms and of offering support services to school inclusion. In this way, we ascertain the following issues: how does it happen the construction of knowledge and the literacy of the students with intellectual disabilities registered in common classroom and specialized educational assistance room? According to this problem this research aims to analyze the construction of knowledge and the literacy of the students with intellectual disabilities, matriculation in common classroom of the elementary school in the regular education. The discussions were based theoretically and methodologically from the cultural-historical epistemology of Vygotsky, emphasizing Defectology Essentials collection entitled to understand the person's development process with disabilities. The universe of this research was two state schools in the town of Ipameri-Goiás, where the fourteen students with intellectual disabilities live and are registered in common classroom and specialized educational assistance room and twelve teachers who worked with these students in these spaces. The data collected through of participating observation, focal interview and documental analyze. It was interpreted from as meaningful units senses that link with resulted that the practices experienced in everyday of the inclusive school are traverse by the dichotomy between common and special education and by discourses that show: the segregation of students with intellectual disabilities; the learning aspects centered in process of socialization; an assessment unlink of the everyday teaching practices; disregard about the evidence pointing to the learning content of school students and a vagueness about who has the responsibility to teach students with disabilities. These considerations were grouped into three general categories: the Pedagogical Work Organization: Common and Special Education School; Teaching Practices: Building knowledge and participation in literacy events; Reviewed monitoring tool of the learning process or legitimacy of the automatic approval of disabled students. As result showed the need to reflection on inclusive teaching practices pervaded by bidocencia to construct the real way that leading to learning; be required training for teachers that enable the construction of a new awareness of student learning opportunities with intellectual disabilities and construction and a procedural evaluation process and still able to foster decisions about educational processes from the common classroom context , in a dialogue between special education and common education.
Palavras-chave: Deficiência intelectual
Construção de conhecimento
Letramento
Histórico-cultural
Educação inclusiva
Intellectual disabilities
Construction of knowledge
Literacy
Cultural-historical
Inclusive school
Área(s) do CNPq: EDUCACAO::ENSINO-APRENDIZAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Regional Catalão (RC)
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação (RC)
Citação: ALMEIDA, Rosiney Vaz de Melo. Escolarização de alunos com deficiência intelectual: a construção de conhecimento e o letramento. 2016. 240 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2016
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6197
Data de defesa: 5-Fev-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação (RC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Rosiney Vaz de Melo Almeida - 2016.pdf3,38 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons