Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8458
Tipo do documento: Dissertação
Título: Custos decorrentes de eventos adversos a medicamento em pacientes hospitalizados
Título(s) alternativo(s): Costs arising from adverse events to medicinal products in hospitalized patients
Autor: Nascimento, Lais Cardoso do
Currículo Lattes do Autor: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4336190H0
Primeiro orientador: Itria, Alexander
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4777764P2
Primeiro membro da banca: Itria, Alexander
Segundo membro da banca: Lemos, Lucimeire Fermino
Terceiro membro da banca: Cardoso, Larissa Barbosa
Resumo: Referencial Teórico: O evento adverso a medicamento (EAM) pode ocorrer devido à reação adversa e ao erro de medicação. Os danos causados pelos eventos adversos (EA) podem acarretar ao paciente o aumento do tempo de internação hospitalar, reinternação, maior morbidade, necessidade de intervenções diagnósticas e terapêuticas, consequências irreversíveis como a morte e grande impacto econômico. Objetivo: Este estudo tem por objetivo analisar os custos decorrentes de eventos adversos a medicamentos em pacientes hospitalizados. Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo, realizado em um hospital público do estado de Goiás com pacientes admitidos nas clínicas de internação adulto no ano de 2016 e que sofreram EAM. A coleta de dados ocorreu entre os meses maio e outubro de 2017. Os dados foram coletados através de caderno de registro de enfermagem e de prontuários dos pacientes. Foram analisados tempo adicional de internação, horas trabalhadas pelo profissional de saúde, procedimentos terapêuticos e diagnósticos, e recursos utilizados por esses usuários relacionados ao EAM. Em caso de óbito, foi calculado o salário médio anual pelos anos de vidas de trabalho para a sociedade perdidos. Os custos dos materiais foram obtidos através de um sistema de licitação e da unidade de contabilidade de custos do próprio hospital, do Painel de Preços do Governo Federal, e dos procedimentos através da Tabela SIGTAP. Os dados foram digitados na planilha Excel e analisados por estatística simples. O presente estudo foi submetido e aprovado no comitê de ética com protocolo na GEP/HC/UFG nº 030/2017 e foi seguido o que é preconizado pela Resolução 466/2012. Resultados: Foram identificados 164 casos de erros de medicação e de reação adversa nos registros de enfermagem. Porém fizeram parte do estudo apenas os casos de pacientes em que havia relato no prontuário e que foi feita intervenção adicional, o que totalizou em 80 casos, sendo que 25 desses incidentes poderiam ter sido evitados. Os custos totais devido a EAM identificado no estudo foram de R$ 96.877,90. Houveram custos diretos que se totalizaram em R$ 26.463,90, tendo R$ 20.430,36 obtidos pela perspectiva do hospital e R$ 6.033,54 pela perspectiva do SUS. E desse montante R$ 14.380,13 foi devido a EAM não evitáveis e R$ 12.083,77 devido a EAM evitáveis. Na perspectiva da sociedade, houve custos indiretos de R$ 70.414,00, devido ao óbito por falhas de medicação. Conclusão: Conclui-se que o impacto financeiro requer atenção dos gestores, no sentido de que evitando tais custos, abre-se possibilidades a novos investimentos.
Abstract: Theoretical Background: The adverse drug event (ADE) may occur due to adverse reaction and medication error. Damage caused by adverse events (AD) can lead to increased hospitalization time, rehospitalization, greater morbidity, the need for diagnostic and therapeutic interventions, irreversible consequences such as death and great economic impact. Objective: This study aims to analyze the costs of adverse drug events in hospitalized patients. Methods: This is a retrospective study carried out in a public hospital in the state of Goiás, Brazil, with patients admitted to the adult hospitalization clinics in the year 2016 and who suffered ADE. The colection of data occurred between May and October 2017. The data were collected through a nursing record and patient records. Additional hospitalization time, hours worked by the health professional, therapeutic and diagnostic procedures, and resources used by these users related to ADE were analyzed. In case of death, the average annual salary was calculated by the years of lost work lives for the society. The costs of the materials were obtained through a bidding system and the cost accounting unit of the hospital itself, the Federal Government Price Panel, and procedures through the SIGTAP Table. The data was typed in the Excel worksheet and analyzed by simple statistics. The present study was submitted and approved in the ethics committee with protocol in GEP / HC / UFG nº 030/2017 and was followed what is recommended by Resolution 466/2012. Results: We identified 164 cases of medication errors and adverse reactions in the nursing records. However, only the cases of patients in which the medical record was reported and that additional intervention were included in the study, which totaled 80 cases, 25 of which could have been avoided. The total costs due to EAM identified in the study were R $ 96,877.90. There were direct costs totaling R $ 26,463.90, of which R $ 20,430.36 was obtained from the hospital's perspective and R $ 6,033.54 from the SUS perspective. And of this amount R $ 14,380.13 was due to non-preventable EAM and R $ 12,083.77 due to preventable EAM. In the perspective of society, there were indirect costs of R $ 70,414.00, due to the death due to medication failure. Conclusion: It is concluded that the financial impact requires attention of managers, in the sense that avoiding such costs, it opens up possibilities for new investments.
Palavras-chave: Economia da saúde
Segurança do paciente
Efeitos colaterais
Reações adversas relacionados a medicamentos
Economics
Medical
Patient safety
Drug-related side effects
Adverse reactions
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade Farmácia - FF (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Assistência e Avaliação em Saúde (FF)
Citação: NASCIMENTO, L. C. Custos decorrentes de eventos adversos a medicamento em pacientes hospitalizados. 2018. 118 f. Dissertação (Mestrado em Assistência e Avaliação em Saúde) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8458
Data de defesa: 5-Abr-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Assistência e Avaliação em Saúde (FF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Lais Cardoso do Nascimento - 2018.pdf1,69 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons