Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11932
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisor1Gentil, Paulo Roberto Viana-
dc.creatorSantos, Renata Rodrigues-
dc.date.accessioned2017-05-17T14:07:48Z-
dc.date.available2017-05-17T14:07:48Z-
dc.date.issued2016-12-07-
dc.identifier.citationSANTOS, Renata Rodrigues. Análise comparativa entre as práticas de treinamento para hipertrofia adotadas por fisiculturistas e as evidências científicas. 2016. 37 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Faculdade de Educação Física e Dança, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11932-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Goiáspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleAnálise comparativa entre as práticas de treinamento para hipertrofia adotadas por fisiculturistas e as evidências científicaspt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.resumoO fisiculturismo é uma prática esportiva na qual os atletas são avaliados a partir de sua forma física por árbitros que os julgam a partir de características da musculatura apresentada. Essa prática esportiva é composta por um dos elementos que mais se populariza atualmente: o treinamento para hipertrofia muscular. O treinamento para hipertrofia, em linhas gerais, objetiva o aumento na secção transversa do músculo, causando o aumento volumétrico do músculo, a partir de exercícios realizados com determinadas características e variáveis controladas. Partindo do princípio de que um dos principais elementos do fisiculturismo é o treinamento resistido, o objetivo geral desta pesquisa é realizar análise comparativa entre as principais recomendações encontradas na literatura para treinamento resistido para hipertrofia muscular e a prática de treinamento adotada por atletas fisiculturistas da cidade de Goiânia. Para tanto, foi efetuada uma pesquisa qualitativa descritiva inerente ao treinamento de hipertrofia, estabelecendo relação entre variáveis, além da aplicação de questionário junto a alguns fisiculturistas para obtenção de dados. Os resultados mostraram que os fisiculturistas analisados no presente estudo seguem basicamente os mesmos protocolos de treinamento de musculação em comparação com outros estudos realizados com fisiculturistas. No entanto, se comparados com algumas recomendações da literatura científica, realizam volume de treino superior ao recomendado, podendo ocasionar sobrecargas tanto musculares quanto articulares.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.contributor.referee1Gentil, Paulo Roberto Viana-
dc.contributor.referee1Lira, Cláudia André Barbosa de-
dc.contributor.referee1Viana, Ricardo-
dc.publisher.departmentFaculdade de Educação Física e Dança - FEFD (RG)pt_BR
dc.publisher.courseEducação Física (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FEFD - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Educação Física - Renata Rodrigues Santos.pdf2,14 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons