Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12645
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSilva, Luiz Antonio Franco-
dc.creatorFioravanti, Maria Clorinda Soares-
dc.creatorMarques Júnior, Antonio Pinho-
dc.creatorNogueira, Luiz Altamiro Garcia-
dc.date.accessioned2017-10-23T10:45:58Z-
dc.date.available2017-10-23T10:45:58Z-
dc.date.issued1995-12-
dc.identifier.citationSILVA, Luiz Antonio Franco; FIORAVANTI, Maria Clorinda Soares; Marques Júnior, Antonio Pinho; NOGUEIRA, Luiz Altamiro Garcia. Concentração plasmática de testosterona em rufiões equinos da raça Mangalarga. Anais da Escola de Agronomia e Veterinária, Goiânia, v. 25, n. 2, p. 47-53, jul./dez. 1995. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2899/2948>.pt_BR
dc.identifier.issn0100-218X-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12645-
dc.description.abstractThe plasmic concentration of testosterone in Mangalarga stallions teasers was estimated to be compared to stallions, in different seasons. Fifteen stallions divided into 3 groups of 5 animais each were used. Group I was used as contrai, and the ali animais from groups II and III were made teasers by the method of circunsision with penis shortening. No diferences were observed.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherAntônio Henrique Garciapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEqüinopt_BR
dc.subjectTestosteronapt_BR
dc.subjectRufiãopt_BR
dc.subjectEquinept_BR
dc.subjectTestosteronept_BR
dc.subjectTeaserspt_BR
dc.titleConcentração plasmática de testosterona em rufiões equinos da raça Mangalargapt_BR
dc.title.alternativePlasmic Concentration of testosterone in Mangalarga stallion Teaserspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho foi determinar a concentração plasmática de testosterona em rufiões eqüinos da raça Mangalarga. Utilizaram-se 15 equinos, não castrados, com idade variando de 38 a 55 meses, separados em três grupos de cinco animais. O Grupo I foi utilizado para controle e os Grupos II e III foram transformados em rufiões pelo método de circuncisão com encurtamento do pênis. Não foi observada diferença estatisticamente significativa nos níveis plasmáticos do hormônio entre garanhões e rufiões e nem entre as diferentes épocas de avaliação.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Luiz Antonio Franco da Silva - 1995.pdf231,79 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons