Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13016
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorMiranda, Marília Gouvea de-
dc.date.accessioned2017-11-27T12:05:24Z-
dc.date.available2017-11-27T12:05:24Z-
dc.date.issued1997-03-
dc.identifier.citationMIRANDA, Marília Gouvea de. Novo paradigma de conhecimento e políticas educacionais na América Latina. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 100, p. 37-48, mar. 1997.pt_BR
dc.identifier.issn0100-1574-
dc.identifier.issne- 1980-5314-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13016-
dc.description.abstractA current theme in the discourse that orients the policies and educational projects in Latin America has been the centrality of knowledge. The technological revolution and the process of globalization have been emposing a new paradigm of knowledge. Knowledge is been defined as the link of action (know how to do it), use (know how to use it) and interaction (know how to communicate it). Educational reforms are expected, therefore, to be adequated to the new needy presented by this paradigm. The core of the paradigm of knowledge, frequently mentioned in the texts which define or analyse educational implications of the adoption of these educational policies in course in Latin American Countries are indicated.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectParadigma do conhecimentopt_BR
dc.subjectAmérica Latinapt_BR
dc.subjectPolítica educacionalpt_BR
dc.titleNovo paradigma de conhecimento e políticas educacionais na América Latinapt_BR
dc.title.alternativeThe new paradigm of knowledge and educational policies in Latin Americapt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoUm tema recorrente nos discursos que orientam as políticas e os projetos educacionais na América Latina tem sido a centralidade do conhecimento. A revolução tecnológica e o processo de globalização estariam impondo um novo paradigma de conhecimento. Os conhecimentos se definiriam pela vinculação com a ação (saber fazer), pela utilização (saber usar) e pela interação (saber comunicar). É esperado que as reformas educacionais venham adequar-se às novas exigências desse paradigma. A centralidade do paradigma do conhecimento, frequentemente citada nos textos que definem ou analisam as políticas educacionais, não tem sido suficientemente discutida. São indicadas, neste artigo, algumas implicações do privilegiamento dessa temática sobre as políticas educacionais em curso nos países da América Latina.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Educação - (FE)pt_BR
Aparece nas coleções:FE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Marília Gouvea de Miranda - 1997.pdf650,94 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons