Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13197
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorMagalhães, Solange Martins Oliveira-
dc.date.accessioned2017-12-14T14:58:54Z-
dc.date.available2017-12-14T14:58:54Z-
dc.date.issued2013-12-
dc.identifier.citationMAGALHÃES, Solange Martins Oliveira. O “ser solidário” e a construção da cultura de paz. Dialogia, São Paulo, n. 18, p. 117-134, jul./dez. 2013.pt_BR
dc.identifier.issn1677-1303-
dc.identifier.issne- 1983-9294-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13197-
dc.description.abstractIn this paper is discussed the proposal of building a Culture of Peace through Education for Peace project, as a way to understand, prevent and combat the violence, particularly in the school context. Relates to this discussion, the Piaget’s theory on the moral development of the individual self and its rational necessity to act cooperatively and jointly, indicating that this action involves the experience of respectful relationships, reciprocity, that need to be taught in school. Encourage the development of “be supportive” shows the “Achilles heel” of education, or school, you want to be a builder of a Culture of Peace. We question the recommendations homogenizing peace idealized demanded by the United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO), as a way to foster debate on violence, with a view to passing within and beyond the school itself.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCultura de pazpt_BR
dc.subjectEducação escolarpt_BR
dc.subjectEducação para pazpt_BR
dc.subjectSolidariedadept_BR
dc.subjectCulture of peacept_BR
dc.subjectSchool educationpt_BR
dc.subjectSolidaritypt_BR
dc.subjectEducation for peacept_BR
dc.titleO “ser solidário” e a construção da cultura de pazpt_BR
dc.title.alternativeThe “human solidarity” and the construction of culture of peacept_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoNeste trabalho discute-se a proposta da construção de uma Cultura de Paz via Educação para Paz, buscando compreender, prevenir e combater a violência, sobretudo no contexto escolar. Relaciona-se a essa discussão a proposta piagetiana de desenvolvimento do sujeito moralmente autônomo e sua necessidade racional de agir cooperativa e solidariamente, indicando-se que esse agir envolve a vivência de relações respeitosas e de reciprocidade que precisam ser ensinadas na escola. Favorecer o desenvolvimento do “ser solidário” mostra-se o “calcanhar de Aquiles” da educação, ou da escola, que pretende ser construtora de uma Cultura de Paz. Questiona-se a recomendação homogeneizante pela paz idealizada mediante a demanda da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como uma forma de fomentar o debate sobre a violência, com vistas ao que se passa dentro e muito além da própria escola.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.5585/Dialogia.n18.4118-
dc.publisher.departmentFaculdade de Educação - (FE)pt_BR
Aparece nas coleções:FE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Solange Martins Oliveira Magalhães - 2013.pdf420,27 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons