Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13255
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorRodrigues, Danilo Ferreira-
dc.creatorMendes, Fernanda Figueiredo-
dc.creatorDias, Taís Andrade-
dc.creatorLima, Arielly Rodrigues de-
dc.creatorSilva, Luiz Antônio Franco da-
dc.date.accessioned2017-12-22T10:58:16Z-
dc.date.available2017-12-22T10:58:16Z-
dc.date.issued2013-12-
dc.identifier.citationRODRIGUES, Danilo Ferreira; MENDES, Fernanda Figueiredo; DIAS, Taís Andrade; LIMA, Arielly Rodrigues de; SILVA, Luiz Antônio Franco da. O programa Image J como ferramenta de análise morfométrica de feridas cutâneas. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 9, n. 17, p. 1995-1963, dez. 2013.pt_BR
dc.identifier.issn1809-0583-
dc.identifier.issne- 2317-2606-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13255-
dc.description.abstractThe morphometric method is widely used for the measurement of wounds, however, the use of rulers may generate inaccurate results, facilitates the contamination of the wound and cause discomfort to the animal during the measurement. In this context, the image analyzer program Image J could be a promising tool to measurement of skin wounds. The aim of this study was to determine if the digital morphometric analysis by Image J is efficient in the measurement of skin wounds in comparison with the basic mathematical method of measuring. It was used six New Zealand rabbits healthy. The animals were anesthetized and a wound was made on the dorsum of each animal with a circular metal punch. The wounds were measured by two methods: mathematical method established by the equation A = π.Rr, A = total area, π = 3.14, R = greater radius wound, r = smaller radius wound, representing the group I (GI), and measurement of the wound by the program Image J, Group II (GII). The average of the area measured was 0.72 cm2 0.66 cm2 GI and GII, with no statistical difference between groups. Despite the lack of difference between the methods, measurement of the wound area by Image J provided accurate values as the basic mathematical method, without bringing contamination risks or discomfort to the animal. Furthermore, the lack of statistical difference demonstrates that the Image J can replace the mathematical method without losses and reduce the subjectivity of the results.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCicatrizaçãopt_BR
dc.subjectDiagnóstico por imagempt_BR
dc.subjectFotografia digitalpt_BR
dc.subjectPlanimetria digitalpt_BR
dc.subjectDiagnostic imagingpt_BR
dc.subjectDigital planimetrypt_BR
dc.subjectDigital photographypt_BR
dc.subjectWound healingpt_BR
dc.titleO programa Image J como ferramenta de análise morfométrica de feridas cutâneaspt_BR
dc.title.alternativeThe Image J software as a tool for morphometric analysis in cutaneous woundspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA avalição morfométrica de feridas é um método bastante utilizado para mensuração, porém, o uso de réguas pode gerar resultados imprecisos, facilitar a contaminação e causar desconforto ao animal durante a mensuração. Neste contexto o programa analisador de imagens Image J poderia ser uma ferramenta promissora na mensuração de feridas cutâneas. O objetivo com este estudo foi determinar se a avaliação morfométrica digital pelo programa Image J é eficiente na mensuração de feridas cutâneas em comparação ao método matemático de mensuração básica. Foram utilizados seis coelhos da raça Nova Zelândia hígidos. Os animais foram anestesiados e foi confeccionada uma ferida no dorso de cada animal com um punch metálico circular. As feridas foram mensuradas por dois métodos: método matemático, estabelecido pela equação A = π.R.r, A=área total; π=3,14; R= raio maior da ferida; r=raio menor da ferida, representando o grupo I (GI); e mensuração da ferida pelo programa Image J, grupo II (GII). A média das áreas mensuradas foi de 0,72cm2 no GI e de 0,66cm2 no GII, não havendo diferença estatística entre os grupos. Apesar da ausência de diferença entre os métodos de avaliação, a mensuração da área de feridas pelo programa Image J forneceu valores precisos como o método matemático de mensuração básica, sem trazer riscos de contaminação ou desconforto ao animal durante a mensuração. Além disso, a falta de diferença estatística demonstra que o Image J pode substituir o método matemático sem prejuízos à pesquisa e reduzir a subjetividade dos resultados.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Danilo Ferreira Rodrigues - 2013.pdf680,02 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons