Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13307
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorLopes, Antonio Wagner Pereira-
dc.creatorSeleguini, Alexsander-
dc.creatorBoliani, Aparecida Conceição-
dc.creatorCôrrea, Luiz de Souza-
dc.date.accessioned2017-12-28T11:27:33Z-
dc.date.available2017-12-28T11:27:33Z-
dc.date.issued2009-12-
dc.identifier.citationLOPES, Antonio Wagner Pereira; SELEGUINI, Alexsander; BOLIANI, Aparecida Conceição; CÔRREA, Luiz de Souza. Estádio de maturação do fruto e uso do ácido giberélico na germinação de sementes de mamoeiro. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 39, n. 4, p. 278-284, out./dez. 2009. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/5763/5572>.pt_BR
dc.identifier.issn1983-4063-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13307-
dc.description.abstractThe achievement of uniform seedlings, capable of establishing a profitable stand, is fundamental for growing papaya successfully. Accordingly, studies related to fruit maturity, dormancy breaking, and physiological quality of seeds can be of great importance for producers of fruits and seeds. Papaya (Carica papaya L.) hybrid group ‘Tainung 01’ seeds germination and seedlings vigor were studied as a function of fruit maturation stage (semi-mature and mature), combined with immersion of the seeds, for four hours, in different concentrations of giberelic acid - GA3 (0 mg L-1, 250 mg L-1, 500 mg L-1, and 1,000 mg L-1). A completely randomized design was used, disposed in a 2x4 factorial scheme, with four replications. There were significant effects of the interaction among the factors studied for all variables. The seeds, regardless of fruit ripeness stage, did not germinate in the absence of GA3. Seeds from semi-mature fruits showed higher germination percentages than those from mature fruits, when soaked in solutions of 250 mg L-1 and 500 mg L-1 GA3. For seeds treated with 1,000 mg L-1 GA3, the largest germination percentage was observed in seeds from ripe fruits. The results allowed us to conclude that fruits at semi-mature stage were more appropriate to supply seeds for seedlings. The immersion of seeds from semi-mature fruits in a 500 mg L-1 GA3 solution and seeds from mature fruits in a 1,000 mg L-1 GA3 solution have promoted a better germination and seedlings with greater vigor.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherJoão Gaspar Fariaspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCarica papayapt_BR
dc.subjectPropagaçãopt_BR
dc.subjectVigor de plântulaspt_BR
dc.subjectRegulador de crescimentopt_BR
dc.subjectPropagationpt_BR
dc.subjectSeedling vigorpt_BR
dc.subjectGrowth regulatorpt_BR
dc.titleEstádio de maturação do fruto e uso do ácido giberélico na germinação de sementes de mamoeiropt_BR
dc.title.alternativeFruit maturation stage and ga3 in papaya seed germinationpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA obtenção de mudas uniformes, capazes de estabelecer uma cultura rentável, é fundamental para o sucesso com a cultura do mamoeiro. Neste sentido, estudos relacionados com a maturidade do fruto, quebra de dormência e qualidade fisiológica das sementes são de grande importância para os produtores de frutos e sementes. Assim, estudou-se a germinação e o vigor de plântulas de sementes de mamoeiro do grupo Formosa, híbrido Tainung 01, em função do estádio de maturação do fruto (“de vez” e maduro), e a imersão de sementes em concentrações crescentes de ácido giberélico - GA3 (0 mg L-1, 250 mg L-1, 500 mg L-1 e 1.000 mg L-1). Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado, no esquema fatorial 2x4, com quatro repetições. Verificaram-se efeitos significativos da interação entre fatores estudados, para todas as variáveis avaliadas. As sementes, independentemente do estádio de maturação dos frutos, não germinaram na ausência de GA3. Sementes oriundas de frutos “de vez” apresentaram maiores percentagens de germinação que sementes obtidas de frutos maduros, quando embebidas em soluções de 250 mg L-1 e 500 mg L-1 de GA3.. Nas sementes tratadas com 1.000 mg L-1 de GA3, o maior percentual de germinação das sementes foi verificado nas sementes obtidas de frutos maduros. Os resultados permitiram concluir que frutos no estádio “de vez” foram mais apropriados para retiradas de sementes, para formação de mudas, e que a imersão de sementes de frutos “de vez” em solução de 500 mg L-1 de GA3 e imersão de sementes de frutos maduros em 1.000 mg L-1 de GA3 promoveram uma melhor germinação, propiciando obtenção de plântulas com maior vigor.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Antonio Wagner Pereira Lopes - 2009.pdf398,11 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons