Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13560
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorAraújo, Francisco Anilton Alves-
dc.creatorAndrade, Maria Auxiliadora-
dc.creatorJayme, Valéria Sá-
dc.creatorSantos, Arthur Levantezi-
dc.creatorRoman, Alessandro Pecego Martins-
dc.creatorRamos, Daniel Garkauskas-
dc.creatorCunha, Elenice Maria Sequetin-
dc.creatorFerreira, Milene Silveira-
dc.creatorLara, Maria do Carmo Custódio Souza Hunold-
dc.creatorVillalobos, Eliana Monteforte Cassaro-
dc.creatorMartins, Lívia Caricio-
dc.date.accessioned2018-01-31T14:56:16Z-
dc.date.available2018-01-31T14:56:16Z-
dc.date.issued2012-08-
dc.identifier.citationARAÚJO, Francisco Anilton Alves; ANDRADE, Maria Auxiliadora; JAYME, Valéria Sá; SANTOS, Arthur Levantezi; ROMAN, Alessandro Pecego Martins; RAMOS, Daniel Garkauskas; CUNHA, Elenice Maria Sequetin; FERREIRA, Milene Silveira; LARA, Maria do Carmo Custódio Souza Hunold; VILLALOBOS, Eliana Monteforte Cassaro; MARTINS, Lívia Caricio. Anticorpos antialfavírus detectados em equinos durante diferentes epizootias de encefalite equina, Paraíba, 2009. Revista Brasileira de Ciência Veterinária, Niterói, v. 19, n. 1, p. 80-85, maio/ago. 2012.pt_BR
dc.identifier.issn1413-0130-
dc.identifier.issne- 1984-7130-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13560-
dc.description.abstractNeuroinvasive diseases diagnosis in horses is a major issue in defining surveillance policies in Brazil. In order to determine the prevalence of hemagglutination inhibition antibodies to alphaviruses and compare the results obtained from this technique for EEE virus to those obtained from plaque reduction neutralization test, blood sample was taken from 182 horses during the investigation of epizootics occurred in 15 municipalities of Paraiba state, in 2009, where there were reports of death or illness in horses. The clinical prevalence for EEE virus, assessed from sick animals, was 12.8%, while the real (PRNT) and the apparent (IH) prevalences were 63.7% and 54.3%, respectively. Compared to the PRNT, the IH test has shown a sensibility of 77.6% and a specificity of 86.4%. The positive and negative predictive values were 90.9% and 68.7%. A high number of serologically reactive animals without apparent symptoms were revealed. These results, associated to clinical and epidemiological data and to virological diagnosis (PCR), were able to confirm the epizootics in the area for EEE, and demonstrate that the IH test can be used for screening in serological surveys because of its high sensibility and specificity.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEpizootia encefalitogênicapt_BR
dc.subjectSoroneutralizaçãopt_BR
dc.subjectEpizooticpt_BR
dc.subjectEncephalitogenicpt_BR
dc.subjectSeroneutralizationpt_BR
dc.titleAnticorpos antialfavírus detectados em equinos durante diferentes epizootias de encefalite equina, Paraíba, 2009pt_BR
dc.title.alternativeAntibodies to alphavirus detected in horses during different epizootics of equine encephalitis, Paraiba state, Brazil, 2009pt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoAlgumas doenças neuroinvasivas em equinos têm um caráter antropozoonótico, e seu diagnóstico é hoje um dos grandes problemas encontrados pelas autoridades públicas para que se possa implementar uma política de prevenção, vigilância e controle no Brasil. Os objetivos deste estudo foram determinar a prevalência de anticorpos inibidores da hemaglutinação para alfavírus em amostras de soro de 182 equinos investigados durante diferentes epizootias ocorridas na Paraíba, em 2009, bem como comparar os resultados obtidos no teste de inibição por hemaglutinação para o vírus da Encefalite Equina do Leste (EEL) com os de soroneutralização em microplacas para este mesmo vírus. Foi realizada coleta de sangue em 182 equídeos, distribuídos em 15 municípios da região oeste da Paraíba, onde existia relato da doença e/ou morte de equinos. Observou-se uma prevalência clínica para Encefalite Equina do Leste de 12,8%, prevalência real (PRNT) de 63,7% e prevalência aparente (IH) de 54,3%. Quando comparados os resultados obtidos no teste de inibição de hemaglutinação com os de soroneutralização, observou-se uma sensibilidade de 77,6% e especificidade de 86,4% no primeiro teste. Os valores preditivos positivos e negativos foram de 90,9% e 68,7%, respectivamente. O estudo revelou um grande número de animais sorologicamente reagentes e sem manifestação clínica aparente. Os resultados do teste de inibição de hemaglutinação associados às informações clínicas, epidemiológicas e ao diagnóstico virológico (detecção de genoma viral) foram capazes de confirmar as epizootias na área e demonstram que esta técnica pode ser recomendada como de triagem em inquéritos sorológicos desta natureza pelas elevadas sensibilidade e especificidade do teste.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.4322/rbcv.2014.086-
dc.publisher.departmentEscola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Francisco Anilton Alves Araújo - 2012.pdf344,06 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons