Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13587
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorOliveira, Maria de Fátima-
dc.creatorRocha, Leandro Mendes-
dc.date.accessioned2018-02-02T12:06:37Z-
dc.date.available2018-02-02T12:06:37Z-
dc.date.issued2014-07-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Maria de Fátima; ROCHA, Leandro Mendes. Memórias de um rio afogado: Tocantins 1914-2014. Fronteiras: sociedade, tecnologia e meio ambiente, v. 3, n. 1, Anápolis, p. 66-77, jan./jul. 2014.pt_BR
dc.identifier.issne- 2238-8869-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13587-
dc.description.abstractOver the centuries, the Tocantins River has played an important role as a waterway in the process of conquest and occupation of Brazil’s countryside. Nowadays, it is also important as energy potential, with the construction of the hydroelectrics, and as a means of transportation, by the conclusion of the Tocantins-Araguaia Waterway project. This article aims to analyze the traces left in a travel log from 1914 in contrast with the changes that have been happening in the River Tocantins lately. Based on his historical source, it is possible to notice the daily life during the trips, the difficulties and dangers faced in an incipient navigation, the river’s nature and its margins, and the riverine populations’ culture.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRegiãopt_BR
dc.subjectRiospt_BR
dc.subjectHistória ambientalpt_BR
dc.subjectMemóriapt_BR
dc.subjectRegionpt_BR
dc.subjectEnvironmental historypt_BR
dc.subjectRiverspt_BR
dc.subjectMemoirpt_BR
dc.titleMemórias de um rio afogado: Tocantins 1914-2014pt_BR
dc.title.alternativeMemoirs of a flooded river: Tocantins 1914-2014pt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoAo longo dos séculos, o Rio Tocantins tem desempenhado importante papel como caminho fluvial no processo de conquista e ocupação do interior do Brasil. Atualmente, sua importância se destaca também como potencial energético, com a construção de hidrelétricas e como meio de transporte, pela efetivação do projeto da Hidrovia Tocantins- Araguaia. Este artigo visa analisar os vestígios deixados em um diário de viagem 2 de 1914 em contraste com as transformações que estão ocorrendo atualmente no Rio Tocantins. Por meio desta fonte é possível perceber o cotidiano das viagens, as dificuldades e perigos de uma navegação incipiente, a natureza do rio e suas margens e a cultura das populações ribeirinhas.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.21664/2238-8869.2014v3i1.p66-77-
dc.publisher.departmentFaculdade de História - FH (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Maria de Fátima Oliveira - 2014.pdf103,52 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons