Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13656
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorOmena, Luciane Munhoz de-
dc.date.accessioned2018-02-16T13:03:31Z-
dc.date.available2018-02-16T13:03:31Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.citationOMENA, Luciane Munhoz de. Riso e encenação nas metamorfoses de Lúcio Apuleio. Phoinix, Rio de Janeiro, v. 18, n. 1, p. 76-97, 2012.pt_BR
dc.identifier.issn1413-5787-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13656-
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRisopt_BR
dc.subjectPoderpt_BR
dc.subjectEncenaçãopt_BR
dc.subjectProvíncias gregaspt_BR
dc.titleRiso e encenação nas metamorfoses de Lúcio Apuleiopt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA obra Metamorfoses de Lúcio Apuleio é uma narrativa que se situa no século II d. C., sendo os seus personagens acometidos pela degradação e, em alguns casos, pela regeneração, levando-os a situações risíveis. Em nosso documento, podem-se caracterizar duas variáveis do riso: uma é representada por personagens que possuem comportamentos sociais exces- sivos, a exemplo da avareza, e o outro é o riso sagrado. Neste trabalho, privilegiaremos o campo sagrado a partir de um festejo ao deus do Riso, com o objetivo de compreender as representações sociais de poder na cidade de Hípata, levando-se em consideração o riso sagrado, o qual atua como ato performático e como ato simbólico, e, por vincular-se a uma divindade, permite a busca, através dela, de ordenação e de equilíbrio social.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de História - FH (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Luciane Munhoz de Omena - 2012.pdf944,07 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons