Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14442
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorLobo, Fabio-
dc.creatorGuimarães, Laerte Ferreira-
dc.date.accessioned2018-04-11T12:33:07Z-
dc.date.available2018-04-11T12:33:07Z-
dc.date.issued2008-12-
dc.identifier.citationLOBO, Fabio; GUIMARÃES, Laerte Ferreira. Vegetação remanescente nas áreas prioritárias para conservação da biodiversidade em Goiás: padrões de distribuição e características. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 28, n. 2, p. 89-104, jul./dez. 2008. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/bgg/article/view/5726/4528>.pt_BR
dc.identifier.issn0101-708X-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14442-
dc.description.abstractIt is estimated that between 40 and 55% of the Cerrado biome, a major agricultural frontier in the country have been already converted. In the case of Goiás, recent sur-veys indicate about 35% of remnant savanna and forest formations, from which, only 12% are somehow protec-ted. With this respect, in 2004, the Goiás Environment Agency (AGMA) finished the project Identification of Priority Areas for Biodiversity Conservation, which selec-ted 40 areas (~ 82,297 km2) of particular environmental relevance and/or vulnerability. In this paper, the distribu-tion patterns and characteristics of the remnant vege-tation within these areas (~ 34,155 km2) were investi-gated. Our results show that approximately 48% of the remnant cover is within a 500m distance from the major drainage network. This fact emphasizes the importance of the permanent protection areas as natural biodiversity corridors. Also important, is the significant correlation (r = 0.6) between the remnant proportion and poverty intensity in the priority areas.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherTadeu Alencar Arraispt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectÁreas prioritárias para conservaçãopt_BR
dc.subjectVegetação remanescentept_BR
dc.subjectEstrutura da paisagempt_BR
dc.subjectCerradopt_BR
dc.subjectPriority areas for conservationpt_BR
dc.subjectRemnant vegetationpt_BR
dc.subjectLandscape structurept_BR
dc.titleVegetação remanescente nas áreas prioritárias para conservação da biodiversidade em Goiás: padrões de distribuição e característicaspt_BR
dc.title.alternativeVegetation remnants in the priority areas for biodiversity conservation in Goiás: distribution patterns and characteristicspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoEstima-se que entre 40 a 55% do bioma Cerrado, a principal fronteira agrícola do país, já tenham sido des-matados. No caso de Goiás, levantamentos recentes apontam em 35% as formações savânicas e florestais remanescentes, sendo que, deste total, apenas 12% encontram-se de alguma forma protegidos. Neste sentido, em 2004, a Agência Goiana do Meio Ambiente (AGMA) concluiu o projeto Identificação de Áreas Prioritárias para Conservação da Biodiversidade, através do qual foram selecionadas 40 áreas (~ 82.297 km2) ambientalmente relevantes, sensíveis e/ou vulneráveis. Neste artigo, os padrões de distribuição e características da vegetação remanescente destas áreas (~ 34.155 km2) foram investigados. Nossos resultados indicam que aproximadamente 48% da cobertura remanescente nestas áreas situam-se a até 500m das drenagens principais, o que ressalta a importância das áreas de proteção permanente como corredores naturais da biodiversidade. Igualmente importante, é a significativa correlação (r = 0,6) entre a proporção de remanescentes e a intensidade de pobreza nas áreas prioritárias.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.identifier.doi10.5216/bgg.v28i2.5726-
dc.publisher.departmentInstituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:IESA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Fabio Lobo - 2008.pdf1,5 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons