Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1466
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorPaiva, Nabila Cordeiro da Silva-
dc.date.accessioned2013-10-18T18:22:59Z-
dc.date.available2013-10-18T18:22:59Z-
dc.date.issued2013-10-18-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1466-
dc.descriptionPAIVA, Nabila Cordeiro da Silva. Aderência entre o custo médio ponderado de capital regulamentado pela Aneel e a realidade de empresas distribuidoras de energia elétrica no Brasil. 2013. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, Universidade Federal de Goiás, 2013.pt_BR,en_US
dc.language.isopt_BRpt_BR,en_US
dc.subjectCusto médio ponderado de capitalpt_BR,en_US
dc.subjectWACCpt_BR,en_US
dc.subjectKept_BR,en_US
dc.subjectKipt_BR,en_US
dc.subjectANEELpt_BR,en_US
dc.titleAderência entre o custo médio ponderado de capital regulamentado pela Aneel e a realidade de empresas distribuidoras de energia elétrica no Brasilpt_BR,en_US
dc.typeOtherpt_BR,en_US
dc.description.resumoA pesquisa buscou analisar se as premissas utilizadas pelo modelo proposto pela ANEEL refletiam os dados do mercado brasileiro das empresas distribuidoras de energia elétrica a partir do cálculo do WACC. O questionamento da pesquisa ocorreu pelo fato de que o WACC adotado pela ANEEL para ser utilizado pelas distribuidoras foram calculadas com base em premissas norte-americanas, não refletindo assim o setor de distribuição de energia elétrica do Brasil. Para testar a hipótese de pesquisa foi selecionada uma amostra de 20 empresas e realizado o cálculo do WACC, para o ano de 2011 e 2012, adotando premissas e variáveis do mercado brasileiro. Para a taxa livre de risco foi utilizado a taxa SELIC, e o índice IBOVESPA para o retorno de mercado. A partir dos resultados obtidos foi realizado o teste não paramétrico de Wilcoxon para inferir se havia ou não diferenças estatísticas entre o WACC adotado pela ANEEL em sua nota técnica e o calculado com as premissas brasileiras.O resultado da pesquisa permitiu concluir a rejeição da hipótese, mostrando que há diferenças estatísticas entre os dois modelos.pt_BR,en_US
Aparece nas coleções:FACE - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Nabila Cordeiro.pdf4,67 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.