Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14670
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisor1Machado, Michele Rilany Rodrigues-
dc.creatorSantos, Adriana Lima-
dc.date.accessioned2018-04-26T11:30:29Z-
dc.date.available2018-04-26T11:30:29Z-
dc.date.issued2017-07-07-
dc.identifier.citationSANTOS, Adriana Lima. Fatores determinantes da remuneração de auditores independentes nas instituições bancárias brasileiras. 2017. 27 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14670-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Goiáspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAuditoria independentept_BR
dc.subjectRemuneraçãopt_BR
dc.subjectInstituições bancáriaspt_BR
dc.titleFatores determinantes da remuneração de auditores independentes nas instituições bancárias brasileiraspt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.resumoEste estudo teve como objetivo identificar os fatores determinantes da remuneração de auditores independentes nas instituições bancárias brasileiras, no período de 2010 à 2016. Contribuindo para a literatura sobre o tema ainda incipiente no Brasil, que se tornaram possíveis a partir da Instrução CVM 480, exigindo das entidades a divulgação em Formulário de Referência dos valores dos serviços de auditoria acordado junto às empresas de auditoria independente. Caracterizada como pesquisa descritivo, documental e com abordagem quantitativa, os dados foram obtidos na base de dados eikon da Thomson Reuter e no website da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), chegando a uma amostra de 21 instituições bancárias listadas na BM&Bovespa. Foram elaboradas 8 (oito) hipóteses para testar a relação entre as variáveis independentes (tamanho da empresa; big four; governança corporativa; lucratividade; endividamento; prejuízo; rodízio; parecer de auditoria) com a variável dependente remuneração dos auditores. Dentre as variáveis investigadas (tamanho da empresa, big four, governança corporativa, lucratividade, endividamento, prejuízo, rodízio, parecer de auditoria) os resultados revelaram que a remuneração dos auditores independentes nas instituições bancárias é estatisticamente significante e influente com as variáveis: tamanho da empresa e big four. Os resultados dos testes realizados apontaram que somente as variáveis tamanho da empresa e big four têm influência significante sobre a remuneração dos auditores independentes nas instituições bancárias brasileiras e que inesperadamente a variável tamanho da empresa apresentou uma associação negativa. Porém as hipóteses foram confirmadas de que a conservação da reputação no mercado das firmas de auditoria e a complexidade dos trabalhos possuem influência significante estatisticamente sobre a remuneração dos auditores independentes. Concluise que grandes instituições bancárias tendem a pagar maiores honorários aos auditores independentes, como também por uma maior qualidade do serviço de auditoria quando contratam uma big four.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.contributor.referee1Machado, Michele Rilany Rodrigues-
dc.contributor.referee1Machado, Lúcio de Souza-
dc.contributor.referee1Freire, Mac Daves de Morais-
dc.publisher.departmentFaculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas - FACE (RG)pt_BR
dc.publisher.courseCiências Contábeis (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FACE - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Ciências Contábeis - Adriana Lima dos Santos - 2017.pdf544,05 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.