Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16034
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBara, Maria Teresa Freitas-
dc.creatorValdisser, Paula Arielle Mendes Ribeiro-
dc.creatorArantes, Maria do Carmo Batista-
dc.creatorAmorim, Luci Ley Rosa da Silva Santos-
dc.creatorPaula, José Realino de-
dc.date.accessioned2018-09-25T13:00:51Z-
dc.date.available2018-09-25T13:00:51Z-
dc.date.issued2006-06-
dc.identifier.citationBARA, Maria Teresa F.et al. Determinação do teor de princípios ativos em matérias-primas vegetais. Revista Brasileira de Farmacognosia, Curitiba, v. 16, n. 2, p. 211-215, abr./jun. 2006.pt_BR
dc.identifier.issn 0102-695-
dc.identifier.issne- 1981-528X-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16034-
dc.description.abstractPharmaceutical preparations containing Aesculus hippocastanum L., Hypericum perforatum L., Paullinia cupana H.B.K. and Ginkgo biloba L. have large market. In this work the quality of the powder or extracts of these plants were evaluated. Pharmacopoeia methods or those cited on cientifi c literature for quantifi cation of active substances were employed and the data showed them to be adequate for these analyses. The analytical results demonstrated that 60% of the samples of P. cupana and G. biloba, and 100% and 20%, respectively of samples of H. perforatum and A. hippocastanum were not in agreement with the specifi cations. This analysis showed to be valuable for herbal medicines quality control.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectControle de qualidadept_BR
dc.subjectPaullinia cupanapt_BR
dc.subjectPlanta medicinalpt_BR
dc.subjectAesculus hippocastanumpt_BR
dc.subjectFitoterápicopt_BR
dc.subjectGinkgo bilobapt_BR
dc.subjectHypericum perforatumpt_BR
dc.subjectQuality controlpt_BR
dc.subjectmedicinal plantspt_BR
dc.subjectPaullinia cupanapt_BR
dc.subjectPhytomedicinept_BR
dc.subjectHypericum perforatumpt_BR
dc.subjectAesculus hippocastanumpt_BR
dc.subjectGinkgo bilobapt_BR
dc.titleDeterminação do teor de princípios ativos em matérias-primas vegetaispt_BR
dc.title.alternativeDetermination of active principles in vegetable raw materialspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoCastanha-da-índia (Aesculus hippocastanum L.), hipérico (Hypericum perforatum L.), guaraná (Paullinia cupana H.B.K.) e ginkgo (Ginkgo biloba L.) fazem parte de formulações de medicamentos fi toterápicos muito comercializados no Brasil. Neste trabalho foi avaliada a qualidade de amostras de pós e extratos destas plantas. Para a determinação do teor de princípios ativos foram aplicados métodos farmacopéicos ou citados na literatura científi ca e os resultados demonstraram serem adequados para a análise destes produtos farmacêuticos. Verifi cou-se que 60% das amostras analisadas de guaraná e ginkgo estavam em desacordo com as especifi cações farmacopéicas ou as declaradas pelos laudos dos fabricantes, em relação ao teor de princípios ativos. Além disso, 100% e 20%, respectivamente, das amostras de hipérico e de castanha-da- índia apresentaram teores abaixo das especifi cações. Os dados obtidos mostraram ser de grande importância e necessidade a implementação de técnicas quantitativas no controle de qualidade físico-químico de matérias-primas vegetais.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0102-695X2006000200014-
dc.publisher.departmentFaculdade de Farmácia - FF (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Maria Teresa Freitas Bara - 2006.pdf401,42 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons