Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16384
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBraz, Camilo Albuquerque de-
dc.creatorMello, Luiz-
dc.creatorRodrigues, Rodolfo Peres-
dc.creatorTocach, Rhavena-
dc.date.accessioned2018-11-07T10:00:43Z-
dc.date.available2018-11-07T10:00:43Z-
dc.date.issued2013-12-
dc.identifier.citationBRAZ, Camilo et al. Saindo de caixas, gavetas e pastas: uma experiência de articulação entre militância, arquivologia e ciências sociais na produção de memórias LGBT em Goiás. Caderno Espaço Feminino, Uberlândia, v. 26, n. 2, p. 4-29, jul./dez. 2013.pt_BR
dc.identifier.issne- 1981-3082-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16384-
dc.description.abstractIn this article, we present some reflections about de history of the LGBT movement in Goiás state (Brazil), using interviews held with activists and documents from Ipê Rosa Associantion’s database digitally organized and made available for public consultation by a partnership between the NGO itself, Cidarq and the Ser-tão, both of which part of the UFG. Our intention is to emphasize the importance of this partnership for the attempted production of memories related to LGBT activism locally.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMilitância LGBTpt_BR
dc.subjectAcervo documentalpt_BR
dc.subjectMemóriapt_BR
dc.subjectGoiáspt_BR
dc.subjectLGBT activismpt_BR
dc.subjectDocumentary collectionpt_BR
dc.subjectMemorypt_BR
dc.titleSaindo de caixas, gavetas e pastas: uma experiência de articulação entre militância, arquivologia e ciências sociais na produção de memórias LGBT em Goiáspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoNeste artigo, são apresentadas reflexões acerca da história do movimento LGBT no estado de Goiás (Brasil), a partir de entrevistas realizadas com ativistas e de consulta a documentos integrantes do acervo da Associação Ipê Rosa organizados digitalmente e disponibilizados para consulta pública a partir de parceria entre a ONG, o Cidarq e o Ser-Tão, ambos da UFG. Nossa intenção é a de ressaltar a relevância dessa articulação para a tentativa de produção de memórias relacionadas ao ativismo LGBT localmente.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FCS - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Camilo Albuquerque de Braz - 2013.pdf2,59 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons