Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16397
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCandé, Tcherno Aliu-
dc.creatorTipple, Anaclara Ferreira Veiga-
dc.creatorMendonça, Katiane Martins-
dc.creatorSouza, Adenícia Custódia Silva-
dc.creatorMiranda, Patrícia Valeriana-
dc.creatorPimenta, Fabiana Cristina-
dc.date.accessioned2018-11-07T14:55:22Z-
dc.date.available2018-11-07T14:55:22Z-
dc.date.issued2011-12-
dc.identifier.citationCANDÉ, Tcherno Aliu et al. Influência da limpeza na esterilidade de tubos de silicone: estudo quase experimental. Online Brazilian Journal of Nursing, Niterói, v. 10, n. 3, p. 1-15, set./dez. 2011.pt_BR
dc.identifier.issne- 1676-4285-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16397-
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.subjectEsterilizaçãopt_BR
dc.subjectMicrobiologiapt_BR
dc.subjectInfecção hospitalarpt_BR
dc.titleInfluência da limpeza na esterilidade de tubos de silicone: estudo quase experimentalpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoObjetivo: avaliar a esterilidade de tubos de silicone após esterilização em autoclave a vapor saturado sob pressão antes e após intervenção na etapa da limpeza. Método: estudo quase-experimental realizado em um hospital universitário, Goiânia-GO. Foram analisados 120 segmentos: 60 da extremidade (E) e 60 do meio (M). Grupo (1): 30 tubos, antes da intervenção na limpeza e grupo (2): 30 tubos após a intervenção. As amostras foram inoculadas, repicadas em ágar nutriente e as colônias isoladas e identificadas. Resultados: no grupo (1), 23 (76,67%) estavam contaminados e no (2) oito (26,67%). Houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos (X2 = 25699, p = 0,0001) e não entre os segmentos. Os microrganismos prevalentes foram: estafilococos coagulase-negativa. Discussão: a diferença estatisticamente significante entre os grupos, quanto ao crescimento microbiano, revela a interferência da etapa da limpeza na qualidade do reprocessamento. Conclusão: a etapa da limpeza é fundamental para o sucesso do reprocessamento.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.5935/1676-4285.20113696-
dc.publisher.departmentFaculdade de Enfermagem - FEN (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FEN - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Tcherno Aliu Candé - 2011.pdf359,42 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons