Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16481
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSilva, Fabiano Guimarães-
dc.creatorNascimento, Vivian Elias-
dc.creatorPinto, Jose Eduardo Brasil Pereira-
dc.creatorOliveira, Carolina Brom Aki de-
dc.creatorSantos, Marisa Ribeiro dos-
dc.creatorFerri, Pedro Henrique-
dc.date.accessioned2018-11-29T12:02:34Z-
dc.date.available2018-11-29T12:02:34Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.citationSILVA, F. G. et al. Influência do processamento pós-colheita e armazenamento na composição química da droga vegetal e do óleo essencial de carqueja [Baccharis trimera (Less.) DC.]. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 12, n. 4, p. 436-442, 2010.pt_BR
dc.identifier.issn1516-0572-
dc.identifier.issne- 1983-084X-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16481-
dc.description.abstractCarqueja-amarga [Baccharis trimera (Asteraceae)] is a species from the central south of South America. Qualitative and quantitative analyses were performed using the technique gas chromatography coupled to mass spectrometry to evaluate the effect of different post-harvest processing forms of drugs constituted of parts of “carqueja” on the chemical composition of its essential oil. The variation in the chemical composition of the essential oil stored at -6oC for up to eight months was also evaluated. Storage of powdered drug significantly reduced the essential oil content, which was not observed for fragmented drug. The concentration of the major constituents of “carqueja” essential oil, spathulenol and ledol, was not affected by the post-harvest treatment, although they presented distinct variations, with ledol concentrations reducing and spathulenol concentrations increasing. We found that fragmented drugs can be stored for up to 12 months and powdered at the moment of extraction, without reducing the concentration of the essential oil or its chemical constituents. Storage at -6oC for eight months caused quantitative variations in some minor constituents of the essential oil such as a-guaiene, b-selinene, germacrene B and espathulenol.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBaccharispt_BR
dc.subjectAsteraceaept_BR
dc.subjectPlantas medicinaispt_BR
dc.subjectÓleo essencialpt_BR
dc.subjectPós-colheitapt_BR
dc.subjectMedicinal plantspt_BR
dc.subjectEssential oilpt_BR
dc.subjectPpost-harvestpt_BR
dc.titleInfluência do processamento pós-colheita e armazenamento na composição química da droga vegetal e do óleo essencial de carqueja [Baccharis trimera (Less.) DC.]pt_BR
dc.title.alternativeInfluence of post-harvest processing and storage on the chemical composition of drug and essential oil from “carqueja” [Baccharis trimera (Less.) DC.]pt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoA carqueja-amarga [Baccharis trimera (Asteraceae)] é uma espécie originária do centrosul da América do Sul. Análises qualitativas e quantitativas foram realizadas utilizando-se a técnica de CG-MS, para avaliar o efeito de diferentes formas de beneficiamento pós-colheita de drogas vegetais constituídas de partes aéreas de carqueja na composição química do óleo essencial, bem como verificar variações na composição quando conservado a -6oC, durante 8 meses. O armazenamento da droga pulverizada reduziu significativamente o teor de óleo essencial, o que não aconteceu na droga fragmentada. Os teores dos constituintes majoritários espatulenol e ledol não foram influenciados pelo tratamento pós-colheita, embora tenham apresentado variações distintas redução nas concentrações de ledol e aumento nos teores de espatulenol. Verificou-se que as drogas fragmentadas podem ser armazenadas por até 12 meses e pulverizadas no momento da extração, não conferindo redução no teor de óleo essencial, nem dos constituintes químicos. O armazenamento a -6oC por até oito meses, provocou variações quantitativas em alguns constituintes minoritários, tais como a-guaieno, b-selineno, germacreno B e espatulenol.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Química - IQ (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:IQ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Fabiano Guimarães Silva - 2010.pdf611 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons