Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16983
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorRamos, Gilson Cassem-
dc.creatorPereira, Edisio-
dc.creatorGabriel Neto, Salustiano-
dc.creatorOliveira, Enio Chaves de-
dc.date.accessioned2019-02-06T11:25:11Z-
dc.date.available2019-02-06T11:25:11Z-
dc.date.issued2007-10-
dc.identifier.citationRAMOS, Gilson Cassem et al. Avaliação da função pulmonar após colecistectomias laparoscópicas e convencionais. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Rio de Janeiro, v. 34, n. 5, p. 326-330, 2007.pt_BR
dc.identifier.issn0100-6991-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16983-
dc.description.abstractBackground: To evaluate pulmonary function after laparoscopic and subcostal cholecystectomies . Methods: This was a randomized study, in which postoperative spirometries in two groups of fifteen patients each were evaluated. Group GL underwent laparoscopic chlecystectomies. Group GA underwent open subcostal cholecystectomies by means of mini-laparatomy, in abbreviated anesthetic-surgical time. The two groups ́ variables were compared using ANOVA. Within the same group, before and after the operations, the paired Student-t test was used. A value of p < 0.05 was considered statistically significant. Results: All patients from both groups presented restrictive postoperative ventilatory disturbances, with a faster spirometric normalization for those patients operated through laparoscopy. Groups GL vs. GA, in immediate post-operative: Forced Vital Capacity (p < 0.001) and Forced Expiratory Volume in one second (p < 0.001). Conclusion: Postoperative harm to pulmonary function was significantly less in laparoscopic than in open cholecystectomies, even with mini-laparotomies and abbreviated anesthetic-surgical time.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectTestes de função respiratóriapt_BR
dc.subjectColecistectomia laparoscópicapt_BR
dc.subjectColecistectomiapt_BR
dc.subjectRespiratory function testspt_BR
dc.subjectCholecystectomypt_BR
dc.subjectLaparoscopic cholecystectomypt_BR
dc.titleAvaliação da função pulmonar após colecistectomias laparoscópicas e convencionaispt_BR
dc.title.alternativePulmonary performance test after conventional and laparospic cholecistectomypt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoObjetivo: Avaliar a função pulmonar pós-colecistectomias laparoscópicas e subcostais abertas. Métodos: Tratou-se de um ensaio randomizado, onde se avaliaram espirometrias pós-operatórias de dois grupos, cada qual com 15 pacientes. O grupo GL foi submetido a colecistectomia laparoscópica. O grupo GA foi submetido a colecistectomia por via subcostal, por meio de mini-laparotomia e abreviado tempo anestésico-cirúrgico. As variáveis dos dois grupos foram comparadas entre si por meio da ANOVA. Entre um mesmo grupo, antes e depois das operações, utlizou-se do teste t-Student emparelhado. Um valor de p < 0,05 foi considerado estatisticamente significativo. Resultados: Todas as pacientes, dos dois grupos, apresentaram distúrbios ventilatórios restritivos pós-operatórios, com normalização espirométrica mais rápida nas pacientes operadas por laparoscopia. Grupos GL X GA, no pós-operatório imediato: Capacidade vital forçada (p < 0,001) e Volume Expiratório forçado em 1 segundo (p < 0,001). Conclusões: O prejuízo pós-operatório da função pulmonar foi significativamente menor nas colecistectomias laparoscópicas do que nas abertas, mesmo por meio de mini- laparotomia e abreviado tempo anestésico-cirúrgico (Rev. Col. Bras. Cir. 2007; 34(5): 326-330).pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/s0100-69912007000500009-
dc.publisher.departmentFaculdade de Medicina - FM (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Gilson Cassem Ramos - 2007.pdf105,92 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons