Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17252
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorLeal, Cátia Regina Assis Almeida-
dc.creatorSilva, João Paulo dos Santos-
dc.creatorCarvalho, Tatielle Goulart-
dc.date.accessioned2019-03-26T12:44:33Z-
dc.date.available2019-03-26T12:44:33Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationLEAL, Cátia Regina Assis Almeida; SILVA, João Paulo dos Santos; CARVALHO, Tatielle Goulart. Realidade educacional das escolas rurais do município de Jataí – GO. Itinerarius Reflectionis, Jataí, v. 1, n. 10, jul./dez. 2011. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/rir/article/view/20428>.pt_BR
dc.identifier.issne- 1807-9342-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17252-
dc.description.abstractThis text aims at debating the educational reality of the rural based schools in the town of Jataí, state of Goiás, Brazil. It is of general understanding that their organization must be anchored on the interests and aspirations of the people they serve, who must be taken into account in the definition of the schools’ teaching contents and methods and pedagogical proposal. Since working with the land and animals is a reality for the population who live in rural areas, nothing more logical than for the schools to impart the disciplines of Portuguese and Mathematics along with agronomical, zootechny and veterinarian contents. Besides technical courses related to the earth sciences, subjects related to rural sociology must also be introduced in these schools, allowing the countrymen to know and reflect upon the history of struggle of the rural populations. The studies by Silva (2010) and Leal and Carvalho (2009) reveal that the rural schools of Jataí are urban based, despite being inserted in the rural region. According to the authors, such schools follow the same model of organization of those in the urban area, disregarding the peculiarities of the peasants’ lifestyles. The schools’ management is also called upon attention. Until 2008, the town’s Department of Education administered all the schools in the rural area, but since 2009 they have been run by a joint management system between the town’s and the state’s Departments of Education. Throughout the text, details of this agreement will be pointed out.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherJosé Sílvio Oliveirapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEducação ruralpt_BR
dc.subjectEscolapt_BR
dc.subjectJataípt_BR
dc.subjectRural educationpt_BR
dc.subjectSchoolpt_BR
dc.titleRealidade educacional das escolas rurais do município de Jataí - GOpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoObjetiva-se por meio do presente texto elucidar a realidade educacional das escolas localizadas na área rural do município da Jataí - GO. Entende-se que a organização das escolas deve pautar-se nos interesses e anseios da população que ela atende. Com isso, as escolas que atendem a população camponesa devem ser organizadas, no que se refere à seleção de conteúdos, didática e proposta pedagógica, de acordo com a realidade camponesa. Nesta perspectiva, se o trabalho com a terra e com os animais é uma realidade para a população que vive em área rural, nada mais lógico que as escolas ali localizadas trabalhem os conteúdos das disciplinas português e matemática, entre outras, mas que também abordem conteúdos agronômicos, zootécnicos e veterinários. Além das disciplinas técnicas da ciência da terra, alguns conteúdos relativos à sociologia rural devem também ser abordados nessas escolas, permitindo assim que o camponês possa conhecer e refletir sobre a história de luta das populações camponesas. Os estudos de Silva (2010) e Leal e Carvalho (2009) indicam que as escolas que atendem a população camponesa no município Jataiense são escolas citadinas inseridas no meio rural. Segundo esses autores a escola localizada no campo em Jataí, segue o mesmo modelo de organização das escolas da cidade, desconsiderando assim as peculiaridades da vida do camponês. Outra consideração que pode ser feita sobre a organização dessas escolas é a respeito das suas gestões. Até no ano de 2008, a Secretaria Municipal de Educação (SME) administrava todas as escolas no campo, porém, a partir de 2009 essas escolas passaram a ser geridas por meio da gestão compartilhada entre a (SME) e a Secretaria Estadual de Educação (SEE). No decorrer do texto os detalhes do convênio da gestão compartilhada serão apontados de forma mais pontual.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.identifier.doi10.5216/rir.v1i10.1143-
dc.publisher.departmentRegional Jataí (RJ)pt_BR
Aparece nas coleções:RJ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Cátia Regina Assis Almeida Leal - 2011.pdf503,15 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons