Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18117
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSevá, Janaína Tude-
dc.creatorLemes, João Vitor Martins-
dc.date.accessioned2019-09-13T15:02:19Z-
dc.date.available2019-09-13T15:02:19Z-
dc.date.issued2018-12-
dc.identifier.citationSEVÁ, Janaína Tude; LEMES, João Vitor Martins. Propriedade da terra e poder no Brasil na obra de José de Souza Martins. Revista da Faculdade de Direito da UFG, Goiânia, v. 42, n. 3, p. 180-201, set./dez. 2018. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/revfd/article/view/56535/27100.pt_BR
dc.identifier.issne- 0101-7187-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18117-
dc.description.abstractThe present article intends to make a synthesis on the subject of land ownership in the work and thought of José de Souza Martins and, from there, reflect on how land and power permeate, intertwined, Brazilian society. It is evident that his bibliography, which is too extensive, covers other issues related to the theme chosen and will permeate this text in its development, especially with regard to the constitution of historical subjects on the one hand, and the different notions of rights with which they operate, for another. The structure of this paper will cover some of the author's Propriedade da terra e poder no Brasil na obra de José de Souza Martins R. Fac. Dir. UFG, v. 42, n. 3, p.180-201, set./dez. 2018 ISSN 0101-7187 181 titles and articles, such as "Immigration and the Crisis in Brazil Agrarian" (1973), "Capitalism and Traditionalism" (1975), "The Captivity of the Earth" Expropriation and Violence "(1980)," The Militarization of the Agrarian Question "(1984)," The Power of Delay "(1994)," Frontiers. The degradation of the Other in the confines of the Human "(1997)," Agrarian Reform: the impossible dialogue "(2000). In a diachronic perspective that is proposed to follow in this exposition about the author's bibliography, one notices movements of incorporation and abandonment of some ideas and / or terminologies, as well as political and personal positions (the latter will not be object of this reflection). Already through a synchronized analysis of processes, relations and social institutions, one can apprehend the theoretical and methodological frameworks of the author. In dealing with land ownership as processes, relations and social institutions we will be identifying the historical singularities of the Brazilian case of capitalist development and the formation of a dominant class in the field.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherMaria Cristina Vidotte Blanco Tárregapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPropriedade da terrapt_BR
dc.subjectPoderpt_BR
dc.subjectDireitospt_BR
dc.subjectJosé de Souza Martinspt_BR
dc.subjectLand propertypt_BR
dc.subjectPowerpt_BR
dc.subjectRightspt_BR
dc.titlePropriedade da terra e poder no Brasil na obra de José de Souza Martinspt_BR
dc.title.alternativeLand ownership and power in Brazil in the work of José de Souza Martinspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO presente artigo pretende fazer uma síntese sobre o tema da propriedade da terra na obra e pensamento de José de Souza Martins e, a partir daí, refletir sobre como terra e poder perpassam, entrelaçados, a sociedade brasileira. Evidente que sua bibliografia, por demais extensa, abarca outras questões atreladas ao tema escolhido e que permearão este texto no seu desenrolar, sobretudo no que diz respeito à constituição dos sujeitos históricos por um lado, e às noções distintas de direitos com as quais operam, por outro. A estrutura do presente trabalho percorrerá alguns dos títulos e artigos do autor, tais como “A Imigração e a crise no Brasil Agrário” (1973), “Capitalismo e Tradicionalismo” (1975), “O Cativeiro da Terra” (1979), “Expropriação e Violência” (1980), “A Militarização da Questão agrária” (1984), “O Poder do Atraso” (1994), “Fronteiras. A degradação do Outro nos confins do Humano” (1997), “Reforma Agrária: o impossível diálogo” (2000). Numa perspectiva diacrônica que se propõe seguir nesta exposição sobre a bibliografia do autor, percebe-se movimentos de incorporação e de abandono de algumas ideias e ou terminologias, assim como posicionamentos políticos e pessoais (estes últimos não serão objeto desta reflexão). Já por meio de uma análise sincronizada de processos, relações e instituições sociais, pode-se apreender os marcos teóricos e metodológicos do autor. Ao tratar da propriedade da terra enquanto processos, relações e instituições sociais estaremos identificando as singularidades históricas do caso brasileiro de desenvolvimento capitalista e da formação de uma classe dominante no campopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.identifier.doi10.5216/rfd.v42i3.56535-
dc.publisher.departmentFaculdade de Direito (FD) - RGpt_BR
Aparece nas coleções:FD - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Janaína Tude Sevá - 2018.pdf283,52 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons