Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18155
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisor1Corgosinho, Flávia Campos-
dc.creatorAndrade, Tatiane dos Santos-
dc.date.accessioned2019-09-23T14:27:56Z-
dc.date.available2019-09-23T14:27:56Z-
dc.date.issued2019-07-08-
dc.identifier.citationANDRADE, Tatiane dos Santos. Perfil de sonolência, glicêmico e alimentar de adolescentes portadores de diabetes mellitus tipo 1. 2019. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18155-
dc.description.abstractIntroduction: Type 1 diabetes mellitus is an autoimmune disease characterized by deficiency of insulin production by pancreatic beta cells. Type 1 diabetes is also known as juvenile diabetes, as the prevalence of diabetes is increasing in children and young adults. In addition to nutritional therapy and drug therapy, some studies have shown that sleep time and quality may influence glucose metabolism, with insulin resistance in patients with a shorter sleep time. Objective: The objective of this study was to evaluate the drowsiness pattern and the glycemic and eating pattern of adolescents with type 1 diabetes mellitus. Methodology: This is an observational cross-sectional, non-interventional study. Data were collected from 19 participants between 10 and 18 years. The patients were evaluated through an examination of glycated hemoglobin, 24-hour food recall, Epworth sleepiness questionnaire, anthropometric evaluation and physical activity. Results: Of the 19 adolescents participating in the study, 89.47% had excessive sleepiness and 94.73% presented inadequate glycemic control. When evaluating the eating pattern of adolescents, it was possible to observe high consumption of ultraprocessed foods, caloric inadequacy and low micronutrient consumption. Conclusion: In the present study, it was possible to observe that the majority of the adolescents participating in the study had an excessive sleepiness pattern and altered glycemic profile, as well as presenting a food pattern with the presence of processed foods and simple carbohydrates, which interfere directly with management of complications arising from decompensated DM1.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Goiáspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDiabetes mellitus tipo 1pt_BR
dc.subjectSonopt_BR
dc.subjectAdolescentespt_BR
dc.subjectControle glicêmicopt_BR
dc.subjectHemoglobina glicadapt_BR
dc.subjectDiabetes mellitus type 1pt_BR
dc.subjectSleeppt_BR
dc.subjectAdolescentspt_BR
dc.subjectGlycated hemoglobinpt_BR
dc.subjectGlycemic controlpt_BR
dc.titlePerfil de sonolência, glicêmico e alimentar de adolescentes portadores de diabetes mellitus tipo 1pt_BR
dc.title.alternativeSonolence, glycemic and food profile of adolescents with diabetes mellitus type 1pt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.description.resumoIntrodução: Diabetes Mellitus tipo 1 é uma doença autoimune caracterizada pela deficiência da produção de insulina pelas células beta pancreáticas. O diabetes tipo 1 também é conhecido como diabetes juvenil, pois a prevalência da doença vem crescendo em crianças e adultos jovens. Além da terapia nutricional e o tratamento medicamentoso, alguns estudos mostram que o tempo e a qualidade do sono podem influenciar no metabolismo glicídico, apresentando resistência à insulina os pacientes que possuem um tempo de sono menor. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o padrão de sonolência e o padrão glicêmico e alimentar de adolescentes portadores de Diabetes Mellitus tipo 1. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional analítico transversal, sem intervenção. Foram coletados dados de 19 participantes entre 10 e 18 anos. Os pacientes foram avaliados através de exame de hemoglobina glicada, recordatório alimentar de 24 horas, questionário de sonolência Epworth, avaliação antropométrica e realização de atividade física. Resultados: Dos 19 adolescentes participantes da pesquisa, 89,47% apresentaram perfil de sonolência excessivo e 94,73% apresentaram controle glicêmico inadequado. Ao avaliar o padrão alimentar dos adolescentes, foi possível observar elevado consumo de alimentos ultraprocessados, inadequação calórica e baixo consumo de micronutrientes. Conclusão: No presente estudo, foi possível observar que a maioria dos adolescentes participantes da pesquisa apresentaram padrão de sonolência excessiva e perfil glicêmico alterado, além de apresentarem um padrão alimentar com a presença de alimentos industrializados e carboidratos simples, fatores estes, que interferem diretamente no manejo das complicações advindas do DM1 descompensado.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.contributor.referee1Corgosinho, Flávia Campos-
dc.contributor.referee1Cunha, Juliana da-
dc.contributor.referee1Lima, Glaucia Carielo-
dc.publisher.departmentFaculdade de Nutrição - FANUT (RG)pt_BR
dc.publisher.courseNutrição (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FANUT - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Nutrição - Tatiane dos Santos Andrade - 2019.pdf1,28 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons