Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18401
Tipo do documento: Artigo
Título: A ciência do mestre
Título(s) alternativo(s): The science of the schoolmaster
La ciencia del maestro
Autor: Borges, Bruno Gonçalves
Resumo: Neste texto, proponho uma leitura a partir da filosofia da diferença acerca do lema de Jean-Baptiste de La Salle (1651-1719) sobre a formação dos professores, que consiste, segundo ele, em “tirar dos novos mestres o que têm, e não devem ter; e, dar-lhes o que não têm, e é muito necessário que tenhamb”. Sem, contudo, tomar este lema como objeto em sua forma histórica, caberá aqui apresenta-lo como ressonância a uma preocupação reincidente sobre os indivíduos que se ocupam da educação dos outros, o professorado. A consideração a que chego é a de que os saberes conformados em torno de uma “ciência do mestre” consideram o que, no campo da filosofia da diferença, posso chamar de conhecimento perceptivo. Insuficiente, no entanto, esse conhecimento parece inviabilizar outras dimensões da experiência educativa como os afetos e os conceitos que, quando muito, tangenciam essa prática.
Abstract: In this text, I propose a reading based on the philosophy of difference between Jean-Baptiste de La Salle's (1651-1719) motto on the formation of teachers, which, according to him, is to "take from the new schoolmasters what they have, and they should not have; and give them what they have not, and it is very necessary that they have. " Without, however, taking this motto as an object in its historical form, it will be here present as a resonance to a recurring concern about the individuals who are concerned with the education of others, the professorship. The point I make is that the knowledge formed around a "schoolmaster science" considers what in the field of the philosophy of difference I can call percepts knowledge. Insufficient, however, this knowledge seems to make other dimensions of the educational experience unfeasible, such as affections and concepts that, at most, touch this practice.
En este texto, propongo una lectura a partir de la filosofía de la diferencia acerca del lema de Jean-Baptiste de La Salle (1651-1719) sobre la formación de los profesores, que consiste, según él, en "sacar de los nuevos maestros lo que tienen, y no deben tener; y darles lo que no tienen, y es muy necesario que tengan ". Sin embargo, tomar este lema como objeto en su forma histórica, cabrá aquí presentarlo como resonancia a una preocupación reincidente sobre los individuos que se ocupan de la educación de los demás, el profesorado. La consideración a la que llego es que los saberes conformados en torno a una "ciencia del maestro" consideran lo que, en el campo de la filosofía de la diferencia, puedo llamar conocimiento perceptual. Insuficiente, sin embargo, ese conocimiento parece inviabilizar otras dimensiones de la experiencia educativa como los afectos y los conceptos que, cuando mucho, tangencia esa práctica.
Palavras-chave: Formação
Emancipação
Pedagogia
Education
Emancipation
Pedagogy
Formación
Emancipación
País: Brasil
Instituição: Fernanda Barros
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Campus de Catalão (RC)
Citação: BORGES, Bruno Gonçalves. A ciência do mestre. Poiésis Pedagógica, Catalão, v. 16, n. 2, p. 29-41, jul./dez. 2018. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/55742.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/rpp.v16i2.55742
Identificador do documento: 10.5216/rpp.v16i2.55742
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/18401
Data de publicação: Dez-2018
Aparece nas coleções:RC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Bruno Gonçalves Borges - 2019.pdf251,06 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons