Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1601
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cotas raciais como política de admissão UERJ, UnB e o caso da UFG
Título(s) alternativo(s): Racial quotas and admission policy UERJ, UNB and the case of UFG
Autor: GALVÃO, Eduardo Aires Berbert
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0276425872045644
Primeiro orientador: BORGES, Pedro Célio Alves
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7554830885023925
Resumo: A implantação de políticas de ingresso diferenciado nas universidades públicas brasileiras é uma tendência, sejam tais políticas bônus, cotas sociais e/ou raciais. Desde as primeiras experiências deste tipo, que ocorreram na UERJ e na UnB, muito se discutiu e se produziu sobre o tema. Essa produção se direciona principalmente para a modalidade mais polêmica destas políticas afirmativas, a cota racial. Quando o objetivo é uma crítica às cotas raciais há uma tendência (ou necessidade) de se ignorar um referencial teórico que discute as ações afirmativas. Por outro lado, ao recorrer a este referencial teórico de forma ordinária, não resta alternativa ao pesquisador que não resignar-se em admitir as cotas raciais como possibilidade. Nosso trabalho inova ao pleitear uma crítica às cotas raciais sem desprezar o referencial teórico produzido sobre ações afirmativas. Para isso, o ponto de partida são os temas já clássicos na sociologia (democracia, cidadania e justiça social) que, em nosso entendimento, originam as ações afirmativas enquanto campo de discussão teórica. Ao estabelecermos o debate das ações afirmativas como um continuum dos temas clássicos, podemos alocar sua discussão no âmbito das políticas públicas que visam promover o reconhecimento dos indivíduos. Nesse contexto nos é possibilitada a crítica à uma política de reconhecimento que se sustenta em modelos de identidade (cotas raciais) sugerindo um outro, baseado em um modelo de status. A partir disto, tentamos, em uma perspectiva comparada com os casos da UERJ e da UnB, vislumbrar os possíveis avanços obtidos pela UFG ao discutir e implantar seu programa de ação afirmativa.
Abstract: The brazilian s public universities have choosen some unusual ways to admit new students like bonus, social quota and racial quota. UERJ and UnB were pioneers to adopt this unusual method. As a result of that many studies were built including this alternative admission ways. Therefore most of all studies are on racial quota. As a rule, if the study s goal is to critic the racial quota it needs to ignore the theorical reference about affirmative actions. On the other hand, if it doesn t do that, it will be impossible to proceed this critic because racial quota would appear as a real and good university passport possibility. This work inoves because it tries to do a critic about racial quota without ignore the theorical reference produceed about affirmative actions. We started from classics themes of sociology (democracy, citizenship and social justice), which are the origins of affirmative actions in the field. We purpose affirmative actions as a continuum from the classics themes mentioned above, so we can discuss affirmative actions as a public policies to promote individual s recognition. From this perspective we can do a critic about racial quote like recognition politicies based on identity model and suggest an alternative, based on status model. Based on the assumption above, we try to compare affirmative action program of UERJ and UnB, as well to verify the UFG s forward in your affirmative actions program.
Palavras-chave: Cotas raciais
Políticas Públicas
Reconhecimento
Racial Quotas
Public Policies
Recognition
1. Cotas raciais 2. Políticas públicas 3. Reconhecimento
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em Sociologia
Citação: GALVÃO, Eduardo Aires Berbert. Racial quotas and admission policy UERJ, UNB and the case of UFG. 2009. 140 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1601
Data de defesa: 23-Out-2009
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Eduardo Aires Berrbert.pdf817,78 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.