Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1630
Tipo do documento: Dissertação
Título: A terceirização no trabalho bancário: implicações materiais e simbólicas
Título(s) alternativo(s): Outsourcing work in banking: implications for material and symbolic
Autor: CARVALHO, Josué Pires de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8103337062973068
Primeiro orientador: NUNES, Jordão Horta
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0257540968113535
Resumo: O estudo pretendeu discutir o processo de terceirização acentuado pela chamada reestruturação produtiva iniciada por volta do último quarto do século XX. Assim, a partir do arrefecimento do processo de acumulação fordista/keynesiano concomitante ao desenvolvimento de formas flexíveis de produção sustentadas na retomada do liberalismo, busca-se compreender o contexto socioeconômico em que se dá a terceirização, para então investigar seus impactos sobre as relações sociais de trabalho, tendo em vista que o uso da terceirização constitui uma estratégia de flexibilização da organização da produção e do trabalho. A atenção ao fato de que no bojo da reestruturação capitalista se constata um significativo crescimento do setor de serviços (inclusive em relação à absorção de mão-de-obra) em detrimento de uma relativa retração dos setores agrícola e industrial, orienta o foco da investigação empírica para a produção de serviços, notadamente no subsetor bancário. Ademais, esse enfoque se deve a certa escassez de estudos sobre o setor de serviços do Brasil, por parte da Sociologia e Economia do trabalho. A parte empírica se deu por meio da realização de um estudo de caso em um banco oficial que abriga trabalhadores efetivos e terceirizados em suas dependências. Os resultados da pesquisa apontam para aspectos como: fragmentação da representação sindical, conflitos identitários entre terceirizados e bancários, imobilidade ascendente dos terceirizados, redução de salário direto e indireto dos trabalhadores, terceirizados que desenvolvem atividades-fim do banco contratante, fragilização do vínculo empregatício e etc. No que tange ao fundamento teórico, o estudo se orienta por meio das noções de reestruturação produtiva; de capital simbólico , elaborada por Bourdieu; de cidadania regulada , discutida por Wanderley Guilherme dos Santos; de nova questão social , problematizada por Castel; de identidades laborais na perspectiva de Claude Dubar
Abstract: The study aims to discuss the outsourcing process marked by the call restructuring process that began around the last quarter of the twentieth century. Thus, from the cooling process of accumulation Fordist / Keynesian Concomitant with the development of flexible forms of production sustained in revival of liberalism, we seek to understand the socioeconomic context in which outsourcing takes place, and then investigate their impact on social relations work in order that the use of outsourcing is a strategy flexible organization of production and work. The attention to the fact that in the midst of capitalist restructuring turns out a significant growth services sector (including in relation to the absorption of manpower) over a relative shrinkage in the agricultural and industrial sectors, directs the focus of empirical research for the "production" of services, especially in the subsector banking. Moreover, this approach is due to some lack of studies on the sector services in Brazil, by the sociology and economics work. Part empirical occurred through conducting a case study in a bank official which houses workers on staff and outsource its dependencies. The survey results point to aspects such as: fragmentation union representation, identity conflicts between contractors and banks, upward immobility of outsourcing, wage reductions of direct and indirect workers, contractors who develop end-activities of the acquiring bank, weakening of the employment relationship and so on. Regarding the theoretical foundation, the study is guided by the notions of productive restructuring; "capital symbolic ", elaborated by Bourdieu, of" regulated citizenship "discussed by Wanderley Guilherme dos Santos; "new social question", discussed by Castel; work identities from the perspective of Claude Dubar
Palavras-chave: Reestruturação produtiva
terceirização
bancos
precarização do trabalho
Productive restructuring, outsourcing, banks, precarious employment
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em Sociologia
Citação: CARVALHO, Josué Pires de. Outsourcing work in banking: implications for material and symbolic. 2006. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1630
Data de defesa: 7-Nov-2006
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao josue carvalho sociologia.pdf523,91 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.