Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1634
Tipo do documento: Dissertação
Título: Operários da construção civil: acidentes e reinserção no mercado de trabalho
Título(s) alternativo(s): Works of the building site: accidents and reintegration in the job market
Autor: BATISTA, José Roberto
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9174845292663833
Primeiro orientador: SOUZA, Marta Rovery de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1155042579123151
Resumo: O presente estudo tem como objetivo conhecer como ocorre o processo de reinserção no mercado de trabalho dos operários que sofreram acidentes de trabalho e ficaram com incapacidade física parcial, estabelecendo-se como recorte os trabalhadores da construção civil na cidade de Goiânia. Optou-se por esses trabalhadores porque eles utilizam à força física e habilidades manuais no processo produtivo, expondo seus corpos constantemente aos riscos de um acidente. Buscou-se apresentar uma análise da transição da sociedade industrial para a sociedade de risco, socialização no trabalho até a consolidação da sociedade salarial e as transformações ocorridas no processo de reestruturação produtiva, do fordismo à acumulação flexível. Para isso destacaram-se dois grupos de autores, no primeiro estão Anthony Giddens e Ulrich Beck que discutem as conseqüências da modernidade. O segundo é formado pelos autores que investigam o mundo do trabalho, decidiu-se por aqueles que entendem a centralidade do trabalho enquanto categoria de análise, dentro de uma visão marxista, objetivando as relações sociais e as formas de organização do trabalho no contexto sócio-econômico que as envolvem. Contextualizaram-se os acidentes e mercado de trabalho como fatores que beneficiam a des-socialização dos trabalhadores. Para a compreensão da gravidade dos acidentes no mundo do trabalho, utilizou-se como principal fonte de dados as bases oficiais da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Os dados indicaram um cenário precário da situação internacional em relação aos acidentes de trabalho. A OIT estima que anualmente ocorram 2,2 milhões de mortes decorrentes de acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho. No Brasil, estima-se que aconteçam três mortes a cada duas horas e três acidentes não fatais a cada minuto. Houve também a constatação que no setor da construção aconteceram os maiores índices de acidentes no trabalho. Em razão disso, esses dados consultados evidenciaram que os operários da construção civil desenvolviam suas atividades em condições precárias. O trabalho de campo utilizou duas técnicas de pesquisa qualitativa - observação participante e entrevistas semi-estruturadas. A observação participante permitiu a visibilidade de um canteiro de obra e atuação dos operários frente ao processo produtivo. Constatou-se que os riscos de danos à saúde do trabalhador são resultados das condições precárias do ambiente de trabalho e prática de atos inseguros como, por exemplo, o não uso devido dos EPI s. Essas práticas de atos inseguros foram analisadas com base nas Normas Regulamentadoras expedidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego. As oito entrevistas realizadas permitiram conhecer a percepção dos acidentados sobre sua profissão, segurança, prevenção de acidentes, acidente de trabalho e retorno às suas atividades laborais. Os relatos apresentados pelos acidentados revelaram o trabalho como meio fundamental de inserção social, todavia os acidentes de trabalho deixaram seqüelas que impediam o retorno às suas atividades laborais.
Abstract: The present study has as objective knows how it happens the reintegration process in the workers' job market that suffered work accidents and they were with incapacity partial physics, settling down as cutting the workers of the building site in the city of Goiânia. She opted for those workers because they use to the physical force and manual abilities in the productive process, constantly exposing your bodies to the risks of an accident. It was looked for to present an analysis of the transition of the industrial society for the risk society, socialization in the work until the consolidation of the salary society and the transformations happened in the process of productive restructuring, of the fordism to the flexible accumulation. For that they stood out two groups of authors, in the first they are Anthony Giddens and Ulrich Beck that discuss the consequences of the modernity. The second is formed by the authors that investigate the world of the work, decided for those that understand the centrality of the work while analysis category, inside of a Marxist vision, aiming at the social relationships and the forms of organization of the work in the socioeconomic context that involve them. About the accidents and job market as factors that benefit the "opposing-socialization" of the workers. For the understanding of the gravity of the accidents in the world of the work, it was used as main source of data the official of the International Labour Organization (OLT) and of Ministry of Labour and Employment (MLE). The data indicated a precarious scenery of the international situation in relation to the work accidents. OLT esteems that annually happen 2,2 million current deaths of accidents or diseases related to the work. In Brazil, it has considered that three deaths happen every two hours and three accidents non fatal every minute. There was also the verification that in the section of the construction the largest indexes of accidents happened in the work. In reason of that those consulted data evidenced that the workers of the building site developed your activities in precarious conditions. The field work used two techniques of qualitative research - participant observation and semi-structured interviews. The participant observation allowed the visibility of a work stonemason and performance of the workers front to the productive process. It was verified that the risks of damages to the worker's health are resulted of the precarious conditions of the work atmosphere and practice of insecure acts as, for instance, the not due use of EPI's. Those practices of insecure acts were analyzed with base in the Law Regulatory sent by department of Labor and Employment. The eight accomplished interviews allowed to knowing the accident victims perception on your profession, safety, prevention of accidents, work accident and return to your activities work. The reports presented by the accident victims they revealed the work as half basic of social insert, though the work accidents left sequels that impeded the return to your activities you work.
Palavras-chave: Acidentes de trabalho
Construção Civil
Modernidade
Sociedade de risco e Socialização
Accidents at work
Building
Modernity
Society of risk and Socialization
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em Sociologia
Citação: BATISTA, José Roberto. Works of the building site: accidents and reintegration in the job market. 2010. 140 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1634
Data de defesa: 31-Mar-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao jose roberto batista.pdf1,21 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.