Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/2328
Tipo do documento: Dissertação
Título: A refundação da nação e o conceito de bolivarianismo nos discursos de Hugo Chávez Frías de 1999-2000
Título(s) alternativo(s): The rebuilding of the nation and the concept of Bolivarianism in the speeches of Hugo Chavez Frias of 1999-2000
Autor: ZANCOPE, Tiago Ciro Moral
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0367255158918239
Primeiro orientador: BITTENCOURT, Libertad Borges
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0627231583730287
Resumo: O objetivo desta dissertação é examinar a ascensão de Hugo Chávez Frías à presidência da República da Venezuela no ano de 1999. Seus primeiros discursos ressaltavam a necessidade de refundar a pátria sob novos parâmetros, criados a partir da interpretação do mandatário sobre os feitos de Bolívar; assim, sua proposta fundamental seria a criação da República Bolivariana da Venezuela, que, distinta das anteriores, simbolizaria a união da nação com as ideias de seu filho dileto: Simón Bolívar. Para que essa operação alcançasse sucesso foi necessário modificar seus pilares de sustentação. Essas alterações foram efetivadas por meio da redação da nova constituição nacional, pela redistribuição dos poderes e também pela narrativa histórica que ao invés de amparar-se na historiografia, foi proclamada bolivariana. Desse modo, a V República que emergia foi apresentada como desdobramento direto da gesta da independência do século XIX. A associação entre a nova República e o momento mais glorioso da história do país não só a legitimaria como equivaleria à projeção dos valores e brilhos de outrora. Nesse sentido, procurou-se compreender esse fenômeno por meio de um olhar sincrônico, ou seja, perscrutando suas especificidades a fim de identificar possíveis pontos de mudança e permanência. Isso porque, paralelamente, observava-se sua diacronia, isto é, o modo como essa estratégia política evoluía ao longo do tempo, uma vez que os mandatários venezuelanos repetidamente afirmavam agir sob os princípios da filosofia bolivariana. A partir daí, refletiu-se acerca desse paradoxo venezuelano, no qual a orientação em um presente visto como carente de sentido motivava o constante retorno a um pretérito oitocentista, pois ali haveria uma fonte de soluções para quaisquer demandas. A República Bolivariana da Venezuela é, nesse sentido, a radicalização dessa aporia e do culto a Bolívar, na tentativa de orientar a pátria e a sociedade numa premissa que as mobilize em direção a um futuro bolivariano e que, sob os auspícios do presente, completaria um ciclo no qual se extirpariam os conflitos.
Abstract: The objective of this thesis is to analyze the rise of Hugo Chávez Frías to the presidency of Venezuela in 1999. His first speeches highlighted the need to refound the nation, under new parameters, created from his interpretation of the acts of Bolívar, therefore, his main proposal would be the creation of the República Bolivariana de Venezuela, which, distinctly from the previous ones, should symbolize the union of the nation with the ideas of its beloved son: Simón Bolívar. In order that operation could reach the intended success, it was necessary modify its sustenance pillars. These alterations were accomplished through the redaction of a new constitution, by the redistribution of the powers and also via the historic narrative, which instead of support itself in the historiography, was proclaimed bolivariana. Thus, the V República, that emerges was displayed as the unrolling of the independence war period in the XIX century. The association between the new Republic and the most glorious moment of the country s history, not only legitimated, but is also equivalent to the projection of the values and the brilliancy of formerly. Accordingly, sought to comprehend this phenomenon under one synchronic view, in other words, examining his specificities in order to identify possible points of changes and permanency, because, concomitantly, observing his diachronic, that is, the way how this strategy evolved over the time, in view of the fact that the president s of Venezuela repeatedly asseverate to act over the principals of the bolivarian philosophy. From then on, was reflected about the national paradox, in which the orientation in present seen as meaningless motivated the constant return to the past nineteenth century, since there would be a source of solutions for any kind of demand. The República Bolivariana de Venezuela is, in this sense, the radicalization of this aporia as well as the cult of Bolívar in the attempt to orient the nation and society on a premise which mobilize them in the direction of one bolivarian future and, which below the auspicious of the present, would complement one circle of the conflicts eradication.
Palavras-chave: Bolivarianismo
Hugo Chávez
Simón Bolívar
História dos Conceitos
Narrativa
Bolivarianism
Hugo Chávez
Simón Bolívar
History of the Concepts
Narrative
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em História
Citação: ZANCOPE, Tiago Ciro Moral. The rebuilding of the nation and the concept of Bolivarianism in the speeches of Hugo Chavez Frias of 1999-2000. 2012. 161 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/2328
Data de defesa: 24-Fev-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tiago Ciro Moral Zancope.pdf1,54 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.