Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/2419
Tipo do documento: Dissertação
Título: Por essas estradas o homem voa nas asas de sua fantasia: História e ficção em Chegou o governador, de Bernardo Élis
Título(s) alternativo(s): Through these roads the man flies in the wings of his fantasy: history and fiction in Chegou o Governador, by Bernardo Élis
Autor: SILVA, Rogério Max Canedo
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4622711395003234
Primeiro orientador: BERGAMO, Edvaldo
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7021881106861960
Resumo: Neste trabalho proponho averiguar como o poeta, contista e romancista Bernardo Élis se apropria da história goiana para reconstruir, pelas vias da ficção, o cenário econômico, político e social próprio desse lugar, no início do século XIX. Em seu romance Chegou o governador, publicado em 1987, o autor apresenta, esteticamente, uma atmosfera que transporta o leitor para um determinado momento histórico de Goiás, a saber, os anos entre 1804 e 1809, correspondentes aos episódios de chegada e saída de D. Francisco de Assis Mascarenhas, ilustre figura política da empresa colonial portuguesa que governou magistralmente a Capitania de Goiás nos anos citados, segundo nos apresenta a historiografia local de que se vale nosso autor da ficção. Percebe-se assim, que a obra romanceada estabelece diálogo explícito com as ciências históricas, por isso mesmo, na pesquisa que propusemos, foi necessário analisar os registros historiográficos que mapearam as regiões centrais do Brasil durante o século XIX, mais especificamente, encontrar os apontamentos que deram conta dos fatos ocorridos em Goiás durante os primeiros anos do mencionado século. Por isso mesmo, o primeiro passo aqui foi anotar o que a história pôde contar. Em seguida, fez-se importante a abordagem sobre o conjunto de obras do autor da ficção, publicado em um período superior a quatro décadas, para perceber uma linha de força inerente ao romancista, a saber, a da representação social, por decorrência, histórica. Esse passo nos permitiu explorar outra discussão ainda hoje muito em voga, a relação entre literatura e história e o limite da fronteira entre as duas áreas, fazendo uso da reflexão de teóricos e importantes representantes dos dois campos. Posteriormente, a pesquisa enfoca a discussão do gênero romance como estrutura de criação artística que melhor se aproxima dos extratos sociais problematizados. É sabido que essa narrativa plural tem em sua fundação as marcas próprias da história, e por esse aspecto, apta a captá-las como mote para a elaboração ficcional. Ao discutir essas questões, chega-se ao fundamento maior dessa pesquisa, compreender sob qual base teórica o romance de Bernardo Élis está balizado: se nos princípios do romance histórico clássico, teorizados por Georg Lukács (1966); ou, se nos modos operacionais do novo romance histórico, discutidos por Fernando Ainsa (1991), ou, ainda, se a obra cotejada transita entre os modelos propostos e, se transita, de que maneira o faz. Por fim, Chegou o governador é visto, analiticamente, com base nas premissas teóricas apresentadas acima. É possível verificar como Bernardo Élis se valeu da história de seu povo para ilustrá-la e problematizá-la através da ficção, obtendo assim um sentido mais amplo e complexo dos fatos, que desse a ver o próprio movimento histórico local. Ao fazê-lo, Élis cumpre com aquilo que acreditamos ser o papel do artista: evidenciar o que não está dito, aguçando a consciência crítica do leitor sobre o andamento controverso e contraditório da história.
Abstract: In this work, I intend to analyze how the poet, the short story writer and the novelist Bernardo Élis makes use of the History of Goiás in order to rebuild, trough fiction, the economic, political and social scenery of this place, in the beginner of nineteenth century. In his novel Chegou o Governador, published in 1987, the author esthetically presents a realm that drives the reader to a specific historical period of Goiás which are the years between 1804 and 1809. These years correspond to the events of the arrival and departure of D. Francisco de Assis Mascarenhas, a distinguished political character of the Portuguese colonial company, who masterfully led the captaincy of Goiás during these years, according to the local historiography which were considered by Bernardo Élis in his novel. It can be observed the novel establishes an explicit dialogue to the historical studies, that is why, in this research we have proposed, it was necessary to analyze the historiographical records that have mapped the central regions of Brazil during the nineteenth century, moreover, to find the notes that were responsible to notice the events of Goiás during the beginning of the nineteenth century. For that reason, the first step I have taken was to take notes about what the History could tell. After that, it was necessary and approach on the amount of Bernardo Élis‟s works, all of them published in a period of more than four decades, in order to perceive the novelist‟s line of thought, related to the social and historical representation. This step let us explore another frequent discussion, the border limit between Literature and History through the reflection done by scholars and important representatives of both fields of knowledge. After that, the research focuses the discussion of the novel as the structure of artistic creation which gets closer to the problematized social events. It is known that this plural narrative has the History‟s features in its foundation and it is able to make use of this feature as the helm to the fictional work. When we bring out these questions, we are in the main purpose of this research: understanding in which theoretical base the Bernardo Élis‟ novel is established, whether in the principles of classic historical novel, theorized by Georg Lukács (1966), or in the operating modes of the new historical novel, discussed by Fernando Ainsa (1991), or if the novel moves among the both models, and if it does, how it happens. Finally, Chegou o governador is analytically seen in the bases of the theoretical principle mentioned. It is possible to verify how Bernardo Élis made use of the history of his people to illustrate it and problematize it through fiction getting a broader and more complex sense of the events that could demonstrate the local historical movement. By doing this, Élis complies with what we believe is the artist's role: show what is not said, sharpening the critical awareness of the reader about the controversial and contradictory progress of the History.
Palavras-chave: Literatura e história
romance histórico clássico
novo romance histórico
Chegou o governador
Bernardo Élis
Literature and History
Classic Historical Novel
New Historical Novel
Chegou o governador
Bernardo Élis
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Lingüística, Letras e Artes
Programa: Mestrado em Letras e Linguística
Citação: SILVA, Rogério Max Canedo. Through these roads the man flies in the wings of his fantasy: history and fiction in Chegou o Governador, by Bernardo Élis. 2011. 210 f. Dissertação (Mestrado em Lingüística, Letras e Artes) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/2419
Data de defesa: 15-Ago-2011
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Canedo_ Rogerio Max - pre textual.pdf503,72 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.