Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10144
Tipo do documento: Tese
Título: A poética dionisíaca de Lygia Fagundes Telles
Título(s) alternativo(s): Lygia Fagundes Telles's dionysian poetics
Autor: Borges, Kelio Junior Santana
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/7100462200512642
Primeiro orientador: Turchi, Maria Zaira
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1028003493670371
Primeiro coorientador: Marchis, Giorgio de
Primeiro membro da banca: Turchi, Maria Zaira
Segundo membro da banca: Carrijo , Silvana Augusta Barbosa
Terceiro membro da banca: Souza, Enivalda Nunes Freitas e
Quarto membro da banca: Ribeiro, Renata Rocha
Quinto membro da banca: Canovas, Suzana Yolanda L Machado
Resumo: RESUMO: Este trabalho investiga a obra de Lygia Fagundes Telles, rastreando nela aspectos que esteticamente sejam representativos do dionisíaco, entendido no sentido exposto pela intuição nietzschiana, como um dos instintos estéticos da natureza. Recorrendo a imagens, símbolos e valores relativos ao mito e ao rito de Dioniso, a escritora brasileira explora amplamente o imaginário ligado ao deus do vinho, da metamorfose e da loucura. Conforme evidenciado pelo nosso estudo, a essência dionisíaca atravessa toda a escrita lygiana, assumindo posição central, ao redor da qual gravitam as demais figuras e outros temas trabalhados pela artista. Por meio do reconhecimento dessas inúmeras marcas dionisíacas, expusemos de que maneira o universo poético de Lygia Fagundes Telles, no decorrer do século XX, reconstituiu esteticamente a estrutura trágica, representada na dualidade contrastiva de forças simbolizadas pelas figuras de Apolo e Dioniso, segundo a concepção de trágico exposta na obra do jovem Nietzsche. O trabalho tem como base teórica, além das obras de juventude de Friedrich Nietzsche, estudos reconhecidos sobre Dioniso e o dinisismo,como os de Giorgio Colli (1990), Carl Kerényi (1997), Marcel Detienne (2010) e Walter Otto (2017). Apoiados nesses e em outros pesquisadores, analisamos narrativas de Lygia Fagundes Telles, destacando-se o romance As horas nuas, rastreando e valorando o elemento dionisíaco neles presente, símbolo de movimento de resistência ao hegemônico espírito científico que domina nossa cultura.
Abstract: This work investigates the work of Lygia Fagundes Telles, tracing in it aspects that are aesthetically representative of the Dionysian, understood in the sense exposed by Nietzschean intuition, as one of nature's aesthetic instincts. Using images, symbols, and values related to the myth and rite of Dionysus, the Brazilian writer broadly explores the imagery attached to the god of wine, metamorphosis, and madness. As evidenced by our study, the Dionysian essence runs through all lygian writing, assuming a central position around which gravitate the other figures and other themes worked by the artist. By recognizing these innumerable Dionysian marks, we have exposed how the poetic universe of Lygia Fagundes Telles, during the twentieth century, aesthetically reconstituted the tragic structure, represented in the contrastive duality of forces symbolized by the figures of Apollo and Dionysus, according to the conception tragic in the work of young Nietzsche. In addition to Friedrich Nietzsche's works of youth, the work is based on recognized studies of Dionysus and dynamism, such as those by Giorgio Colli (1990), Carl Kerényi (1997), Marcel Detienne (2010) and Walter Otto (2017). Supported by these and other researchers, we analyze narratives by Lygia Fagundes Telles, highlighting the novel The Naked Hours, tracing and valuing the Dionysian element present in them, a symbol of movement of resistance to the hegemonic scientific spirit that dominates our culture.
Palavras-chave: Lygia Fagundes Telles
Literatura brasileira
Apolíneo e dionisíaco
Poética trágica
Dioniso
Lygia Fagundes Telles
Brazilian literature
Apollonian and dionysiac
Tragic poetics
Dionysus
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: BORGES, Kelio Junior Santana. A poética dionisíaca de Lygia Fagundes Telles. 2019. 270 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10144
Data de defesa: 13-Set-2019
Aparece nas coleções:Doutorado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Kelio Junior Santana Borges - 2019.pdf4,01 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons