Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10294
Tipo do documento: Tese
Título: O lugar dos dados na análise da paisagem: o espaço rural goiano sob diferentes olhares, 1985-2017
Título(s) alternativo(s): The data place in landscape analysis: the Goiás rural space from different perspectives, 1985-2017
Autor: Lopes, Vanessa Cristina
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3895204738717266
Primeiro orientador: Ferreira Junior, Laerte Guimarães
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8647270006257055
Primeiro coorientador: Miziara, Fausto
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/3275079358565458
Primeiro membro da banca: Silva, Elaine Barbosa da
Segundo membro da banca: Ferreira, Nilson Clementino
Terceiro membro da banca: Barreira, Celene Cunha Monteiro Antunes
Quarto membro da banca: Oliveira, Ivanilton José de
Resumo: O impacto das atividades antrópicas sobre a cobertura terrestre tem atingido uma amplitude sem precedentes afetando significativamente os principais biomas terrestres. Diante destas mudanças e pelos consequentes impactos ambientais, sociais e econômicos, fica evidente a impossibilidade de uma gestão territorial sustentável, capaz de atender as necessidades socioeconômicas e a preservação da biodiversidade, sem a devida compreensão da dinâmica envolvendo os usos da terra. Os estudos envolvendo esta temática apresentam-se de forma cada vez mais complexa e abrangem diversas escalas espaciais e temporais. E, para que estes possam ser devidamente embasados, é necessário a existência de dados capazes de os subsidiar. Uma fonte tradicional de dados sobre uso e cobertura da terra são os dados dos censos e de inventários estatísticos. Alternativamente, o sensoriamento remoto apresenta-se como uma fonte de produção de dados. Os dados produzidos por estas diferentes metodologias apresentam aspectos peculiares de aplicabilidade e padrões de qualidade. Afinal, diferentes conjuntos de dados representam diferentes paisagens levando-nos a hipótese de que a realidade não é objetiva e que a paisagem é construída pelos dados disponíveis e pelos modelos teóricos prevalentes. Diante desta problemática, e, visando compreender qual o impacto dos dados gerados por diferentes metodologias nos diversos estudos e análises que destes se apropriam foram analisados três cenários abrangendo a dinâmica do uso da terra no estado de Goiás. Os Cenários 1 e 2 apresentaram duas narrativas que reconstruíram as paisagens goianas no período de 1985 a 2017, uma por meio de dados de pesquisas subjetivas e outra por meio de dados satelitários. Cada uma destas construções pode ser interpretada como um diferente ponto de vista, ou seja, uma forma de olhar a mesma paisagem, sempre subestimando ou superestimando seus elementos, sua composição, mas nunca atingindo a paisagem “real”, como foi demonstrado pela análise comparativa efetuada no Cenário 3. Até que ponto a realidade evidenciada pelo dado representa o mundo real que se destina a representar? Podemos afirmar que a construção de uma paisagem será sempre uma função subjetiva da percepção dos atores envolvidos nesta construção, tanto pela seleção dos dados a serem utilizados, quanto pela definição dos elementos a serem representados.
Abstract: The anthropic impact activities on land cover has reached an unprecedented extent significantly affecting major land biomes. Given these changes and the consequent environmental, social and economic impacts resulting from them, it is evident the impossibility of sustainable territorial management aimed meeting socioeconomic and environmental needs without the proper understanding of the landuse dynamics. Studies involving this theme are increasingly complex and cover various spatial and temporal scales. And, in order for these to be properly supported, data must be available to based them. A traditional source of land use and land cover data is census data and statistical inventories. Alternatively, remote sensing is a source of data production as well as a tool for landscape analysis, planning and management. The data produced by these different methodologies present peculiar aspects of applicability and quality standards. After all, different datasets build different landscapes leading us to the hypothesis that reality is not objective and that the landscape is constructed by available data and prevalent theoretical models. Given this problem, and in order to understand the impact of generated data by different methodologies in the studies and analyzes that appropriate them, three scenarios covering the dynamics of land use were analyzed. Scenarios 1 and 2 presented two narratives that reconstructed the Goiás land use dynamics, from 1985 to 2017, one through subjective data and the other through satellites data. Each of these constructions can be interpreted as a different point of view, that is, a way of looking at the same landscape, always underestimating or overestimating its elements, its composition, but never reaching the “real”, as demonstrated by comparative analysis presented in scenario 3. How does the reality evidenced by the data represent the real world? We can affirm that the landscape represented will always be a subjective function of the actors involved in this construction perception, by selecting the data to be used and defining the elements to be represented.
Palavras-chave: Cobertura e uso da terra
Mudança de uso da terra
dinâmica do uso da terra
Fronteira agrícola
Espaço agrário
Amostragem estatística
Land-cover / land-use change
Land use dynamics
Agricultural frontier
Agrarian space
Statistical sampling
Área(s) do CNPq: GEOFISICA::SENSORIAMENTO REMOTO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: LOPES, V. C. O lugar dos dados na análise da paisagem: o espaço rural goiano sob diferentes olhares, 1985-2017. 2019. 193 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10294
Data de defesa: 18-Dez-2019
Aparece nas coleções:Doutorado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Vanessa Cristina Lopes - 2019.pdf16,64 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons